Sexta-feira, 29 de Dezembro de 2006

Guarda-me

.

Leva contigo a minha imagem, dançando à noite para ti e guarda o meu cheiro inebriante a jasmim que ficava quando fechavas os olhos e perdidamente me amavas, a sonhar.
 
(Colocavas flores nos meus cabelos, luas nos meus olhos e num passo de magia, as nossas noites solitárias transformavam-se em dias de sol)
 
Esconde-me no lugar mais inacessível que possas encontrar
 
Assim... quem sabe?
 
A memória, da minha passagem por ti, possa ficar e não se esfume como eu
.
Teresa E
.
tags: ,

escrevinhado por MT-Teresa às 23:07
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
partilhar
Quinta-feira, 7 de Dezembro de 2006

Persistência da memória

"Persistência da memória" de S. Dali

.

Estou sentada na 1ª fila da plateia da minha vida, de onde vou assistir ao filme mudo e a preto e branco da memória de um dia já esquecido no tempo das coisas mortas-vivas.
 
É um guião que escrevi e re-escrevi vezes sem conta, na tentativa inglória de lhe dar um final feliz. Sei de cor os rostos de todos os personagens, as palavras, os olhares e até a banda sonora.
.
É um drama, mas podia muito bem ser classificado como tragi-comédia, porque a personagem principal, que tem o meu nome, a minha cara e até sente como eu, morreu por dentro e insanamente ainda percorre os caminhos que se abrem à sua passagem, como se estivesse viva.
 
Quando o amor da sua vida foi sepultado-vivo, ela mergulhou com ele, de livre vontade...no abismo.
 
Foi a 8 de Dezembro de um qualquer ano e eu... aqui estou de novo, sentada na 1ª fila...
.
Teresa E.
.
neste momento estou: muito triste
tags: ,

escrevinhado por MT-Teresa às 20:09
link do post | comentar | ver comentários (12) | favorito
partilhar

Manhãs solitárias

 Foto de J.F.

As minhas noites solitárias, chamam-se manhãs e têm o teu rosto.

Imagino-te com um semblante sereno mas triste. 

Adivinho que estás em paz, aí nesse lugar distante onde eu não tenho entrada, mas quero ter a ilusão de que ainda existem fragmentos de mim na tua memória.

Quero pensar que a tua tristeza se deve à minha ausência e às saudades que ainda tens de mim. Que percorres esse mar imenso com o olhar e que é em mim que pensas.

São tantas as palavras guardadas que eu tenho para te dizer.

São tantos os lugares que ainda tenho para te mostrar.

É um oceano inteiro de sorrisos e ternura que ainda tenho para te dar.

Os sonhos que eu sonhei, não os queres abraçar?

Quantas manhãs eu verei o Sol sem a tua presença?

Sabes que eu existo, mas será que ainda existo para ti?

Quanto tempo eu vou esperar por ti até outro alguém chegar?

 Não demores que o meu tempo está-se a acabar.

.

Teresa E.  ( Julho06)

.

neste momento estou:

escrevinhado por MT-Teresa às 18:49
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
partilhar
Quarta-feira, 15 de Novembro de 2006

De novo as "vivências"

Dia cinzento escuro, tão escuro que até mudei a cara do blog. ..será isto um blog?

Sem grande paciência para escrever!

 Escrever para mim, porque aqui ninguém vem, pelo menos que eu saiba.

Sem grande paciência para estar! Pelo menos aqui, neste bloco de cimento e vidro. e, também com este tempo de cinza, ir para onde?

Detesto os dias assim. Hoje até me vesti de azul claro, para enganar os meus olhos e os outros que vão passando para mim.

Estes dias não deviam existir. Pelo menos para mim.

Tanta falta que me faz o sol.

neste momento estou: Imprópria para consumo
tags: , ,

escrevinhado por MT-Teresa às 14:12
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
partilhar

Esta sou eu

segue-me

. 51 seguidores

Vivências Recentes

Guarda-me

Persistência da memória

Manhãs solitárias

De novo as "vivências"

Vivências Passadas

Julho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Julho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


Quem visito e me visita

mais comentados

3 comentários
1 comentário

últ. comentários

Eu quase choro com esse texto, é muito emocional. ...
http://relatodeumaborto.webnode.com/ Minha Histori...
Oi GENTE MEU NOME E ROSE TENHO 13 EU SO...
Chocante
oi meu nome é joice e eu to grávida ...
eu sou totalmente contra o aborto... eu tenho 15 a...
Acho o seguinte: todos cometemos erros! Com certez...
tb naum axo certo o aborto...matarem seu proprio f...
Isso e uma falta de ética. Pq... Q na hr q ...
Olá, Tenho 18 anos , minha namorada é mais nova do...
As nuvens passam, as amaçadores também. Desejo que...
JoãoDesistir nunca! Apenas deixei de escrever, mas...
Todos temos dores, sofremos. [Error: Irreparable i...
Aborto uma das piores coisas da vida,um ser apagan...
ESte blog é muito simpatico, Gostei,Miguel

tags

25 de abril(5)

abril(9)

adeus(9)

alegria(5)

amigos(30)

amizade(14)

amor(137)

aniversário(9)

ano novo(3)

arte(7)

ausência(17)

azuis(9)

beleza(7)

blog(41)

blogue(5)

café(3)

casa das flores(3)

cecilia meireles(6)

cinema(4)

cinza(3)

citação(29)

coisas simples(4)

consciência(3)

cores(3)

dança(16)

david mourão ferreira(7)

descoberta(3)

desejos(7)

desencontro(4)

dia do livro(3)

dor(4)

encontro(4)

enganos(5)

escolhas(4)

escrita(3)

espectaculo(3)

eu(12)

eugénio de andrade(5)

fado(4)

férias(5)

fernando pessoa(3)

filho(15)

fim(4)

florbela espanca(5)

flores(17)

fotografia(13)

fotos(11)

fotos minhas(4)

ilusão(3)

inquietação(3)

joaquim sustelo(4)

josé l. santos(3)

lágrimas(3)

liberdade(13)

lisboa(10)

livros(8)

lua(6)

luz(4)

mãe(7)

manhãs(4)

mar(19)

margarida(4)

maria teresa horta(4)

máscaras(5)

memória(18)

miguel torga(7)

morte(6)

mulher(9)

música(19)

natal(8)

noite(19)

olhos(4)

pai(4)

paixão(16)

páscoa(4)

paz(9)

pintura(13)

poema(117)

poemas de amor(8)

poesia(85)

portugal(5)

primavera(6)

rugby(6)

saudade(24)

silêncio(15)

sol(5)

solidão(19)

sonho(9)

sonhos(4)

sophia m breyner(18)

tango(5)

tempo(14)

trabalho(5)

triste(4)

tristeza(15)

tu(4)

veneza(4)

vida(225)

video(17)

zeca afonso(4)

todas as tags

Pesquisa

 

Favoritos

Vivências

1º Aniversário

As nossas almas

Encontro Mágico

Estrela do Mar II

A Carícia do Sol

Parabéns Filho

A Teia

Dia do Livro

O Crepúsculo

subscrever feeds