Quinta-feira, 16 de Abril de 2009

A Eterna Juventude

 
 
" Creio no riso e nas lágrimas como antídotos contra o ódio e o terror "

 

Charlie Chaplin ( 16/04/1889-25/12/1977) 
[ 120 anos do seu nascimento ] 
 

Recordar a sua genialidade e capacidade de nos fazer rir, chorar e pensar.

 


City Lights - ending - Charlie Chaplin

 
 


Modern Times - Charlie Chaplin

 
(desligar a música de fundo para ouvir o video)

 
 

neste momento estou:
ao som de: Limelight, Charlie Chaplin

escrevinhado por MT-Teresa às 18:56
link do post | comentar | favorito
partilhar
Quarta-feira, 1 de Abril de 2009

De novo as flores

(foto minha)

 

 
 

As flores que me deram
Parecem violetas mimosas
Mas são folhas gastas
De papel
Onde os versos se desfolham
Um a um...em perdição.
Nunca as vi secas ou mortas
Mas sim, viçosas
Até cheirosas... 
No canteiro da ilusão...!
 
Quando quero...vou procurá-las
E cavo mais fundo o chão
Para assim não me perder
Nas memórias da paixão.
 
 
Ai...as flores que me adornam
Não são rosas
Nem açucenas
Tão pouco são poemas
Cheios de logros de amor.
São quimeras...
Apenas!
Onde me despojo da dor.

 

(As flores de Papel, 2007)
 

 


escrevinhado por MT-Teresa às 09:47
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
partilhar
Quinta-feira, 12 de Março de 2009

Sem Título

Salvador Dali

 
 

Não posso apagar a memória.
Poderia, talvez, cerrar os olhos e fingir
que não vivi.
Adormecer. Fechar portas e janelas
e deixar que a solidão me saudasse
novamente.
Ou então, rasgar os rascunhos que fiz.
Provisórios e cheios de ilusão.
Escrever de novo. Num livro diferente.
Sem páginas riscadas.
Sem pontos de interrogação.
Sem paixão.

 

 
 


escrevinhado por MT-Teresa às 19:35
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
partilhar
Sábado, 21 de Fevereiro de 2009

Diz-me espelho meu...

 
Que rosto é este por detrás da máscara?

  
.....

 

" Cobre a memória da tua cara com a máscara daquela que serás
e afugenta a menina que foste "
          
 


escrevinhado por MT-Teresa às 10:39
link do post | comentar | favorito
partilhar
Sexta-feira, 9 de Maio de 2008

O Canto dos Pássaros

 
 

Pela manhã

Adormecem luas no meu peito.

O meu corpo desperta no teu

e o sol que entra pela janela

inunda a casa, expulsando as sombras

persistentes da ausência

 

o canto dos pássaros

confunde-se com os passos

que já percorreram os quartos

e que ficaram gravados

na memória da casa

 

agora são os teus

que se ouvem, apenas os teus

e o cantar dos pássaros... 

 
  
 


 


 

neste momento estou: desperta
ao som de: Morning - Grieg

escrevinhado por MT-Teresa às 07:17
link do post | comentar | ver comentários (12) | favorito
partilhar
Terça-feira, 6 de Maio de 2008

As Rosas

 

Foto de MTeresaVivências

 
 
Há recordações que são como as rosas em botão.

Ficam mais belas quando  "abrem"

 


escrevinhado por MT-Teresa às 07:48
link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito
partilhar
Segunda-feira, 28 de Abril de 2008

Zeca no Coliseu de Lisboa

 
(desligar a música de fundo para ouvir o Zeca)

 
 

ao som de: A morte saíu à rua - Zeca Afonso

escrevinhado por MT-Teresa às 20:47
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
partilhar
Sexta-feira, 25 de Abril de 2008

O Longínquo Abril

 

Abril cada vez mais longe...

 

...........

 

" Há sempre alguém que resiste.  Há sempre alguém que diz não "

 

 

ABRIL SEMPRE!

 
 

 







neste momento estou: de cravo na mão
ao som de: Trova do vento que passa - Adriano Correia de Oliveira

escrevinhado por MT-Teresa às 00:03
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
partilhar
Terça-feira, 22 de Abril de 2008

Memórias de Abril 1

 
A Memória, de Magritte

 

Cantaremos o desencontro:

O limiar e o linear perdidos

 

Cantaremos o desencontro:

A vida errada num país errado

Novos ratos mostram a avidez antiga

 

Sophia de Mello Breyner, "Poema", in O Nome das Coisas

 
 

neste momento estou: bem

escrevinhado por MT-Teresa às 16:17
link do post | comentar | favorito
partilhar
Segunda-feira, 21 de Abril de 2008

Sombra

 

Sombra ( Fado Nocturno)

 

Se a noite escura demora
Cativa dentro do meu peito
pressinto quando me deito
a voz de alguém, que hoje não vem
e mora em mim a toda hora

Falando grave e escondido
Por entre as coisas reais
suspende a força da vida
e não é ninguém, ah e não é ninguém
somente sombra e nada mais

Porém a voz que se ouvia
morre com a noite no cais
e o sol agora me alumia

 

(Letra de Rui Machado, Música de António Chainho, Voz de Teresa Salgueiro)

....

 
 

Aqui também se ouve fado!...

Aqui se recordam amigos, mesmo que sejam sombras fugidias...

 

Boa noite

 








neste momento estou: saudosa
ao som de: Sombra( Fado Nocturno) - Teresa Salgueiro

escrevinhado por MT-Teresa às 23:27
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
partilhar
Sábado, 29 de Março de 2008

Primavera tardia

 

Óleo de Salvador Dali

 

Acordo com os sonhos a pesar-me na memória.
Não abro os olhos.
Não quero ver a cor do silêncio que inundou o quarto.
Não ouço os pássaros, como em manhãs de outras Primaveras,
E as flores que tenho presas na alma, ainda não abriram.
Adormecidas, nos sonhos que persisto em sonhar.
 
Talvez vá mergulhar-me no mar, e lave a solidão
Desta manhã que me humedeceu o olhar.
Talvez as flores se alegrem com a brisa da tarde,
E as árvores me ofereçam folhas de amor.
 
Talvez...
Sinta os teus passos a percorrer o jardim,
E em cada pétala caída pressinta o teu corpo
A desfazer-se em saudade.
 
 
[  A solidão já não devia surpreender-me ]
 

escrevinhado por MT-Teresa às 09:18
link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito
partilhar
Terça-feira, 15 de Janeiro de 2008

Os Véus do Esquecimento

 

 

 
Vesti-me hoje da cor dos teus olhos
e por momentos fiquei nua.
 
Os véus que  moldaram o meu rosto
ao teu
deslizam suavemente
pelo meu corpo.
 
Como um beijo...
 
E vem-me um esquecimento
um mar chão de ternura
uma fugaz melancolia
a revelar-me
 que nada mais resta
de nós
a não ser...os teus olhos d'água
onde,  louca, ainda mergulho
pr'a saciar a tristeza
de já não ser tua
 
 
MT_Teresa
(15/Jan/08)
 



neste momento estou: mais ou menos
ao som de: Linda Ronstadt( Oh! Baby Baby)

escrevinhado por MT-Teresa às 20:31
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
partilhar
Quarta-feira, 12 de Dezembro de 2007

A Noite dos meus sentidos

 

Óleo de Van Gogh

 
Procurou-me uma estrela na noite dos meus sentidos

Cadente, como as palavras que já não dizes

Reluzente, como o teu olhar distante

Perdido...

 

Ah...! Encantador dos meus olhos rasos
Escondo-me no crepúsculo dos dias
E em noites de espelhos mágicos
Onde rostos se cobrem de nostalgia

 

O eco de uma voz quente, acaricia-te
Lamento cálido de uma despedida
Vendaval de sentires acorrentados
 
Sou eu... a silenciar
Os desejos adiados do meu corpo
Incendiado pela tua ausência
Nos meus sonhos brandos
 
 
MT-Teresa
 
 
  

 

 

 

neste momento estou: em baixo

escrevinhado por MT-Teresa às 07:25
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
partilhar
Quinta-feira, 6 de Dezembro de 2007

Curvo-me sobre a tua Ausência

foto minha, Praia de S. Julião

 

 

 

deixa-me sonhar-te,

meu amado

ainda que me curve sobre a tua ausência

e a dor rasgue a cortina espessa da memória.

 

 

 
quando me sinto tua,
adormeço na doce teia dos teus braços
 
 
 
MT-Teresa
 
 
 

 

 
 

neste momento estou: saudosa

escrevinhado por MT-Teresa às 18:57
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
partilhar
Quarta-feira, 5 de Dezembro de 2007

Sonho que te beijo

(fotografia de Carla Maio-1000Imagens)

 

 

Esta noite sonhei passos no vazio da casa.
Os risos que eu ouvi, abriram janelas a pássaros sem asas

presos ao meu leito.

O silêncio tem a tua voz.
Mas eu guardo ainda o rumor das tuas águas
a bater-me no peito.

Só te sinto à noite, quando a lua se descobre.
De manhã acordo,
e sonho que te beijo.

 

 
MT-Teresa

 

 
              


escrevinhado por MT-Teresa às 07:39
link do post | comentar | ver comentários (12) | favorito
partilhar
Sexta-feira, 12 de Outubro de 2007

O roubo da alma


 

 
" L'Oublies des Passions" Pintura de Jean Delville

 

 
 

As tuas mãos nas minhas
quentes
e macias
seiva galopando
na minha pele branca
corrente sanguínea 
passando em linha recta
aos olhos...

Ah...! Os teus olhos
rios calmos, doces
e esplendorosos de luz
divina
esses olhos que
me
tomaram inteira
como se o meu corpo
estivesse neles
rubro, vibrante
faminto das carícias
que eu não tinha

E...o teu cheiro
indefinível que fica
para me roubar
a alma inteira
percorre o meu
pescoço, a boca
a face, a orelha
como fizeste
com os beijos
que me deste

Do teu rosto ausente
ainda sinto o toque

quente
e eu, pensando em ti
rogo aos deuses
mais um dia
para não morrer
hoje, desta agonia.

 

 

 

 

MT-Teresa

Agosto 07

 
                

 

 

neste momento estou: a precisar de FDS

escrevinhado por MT-Teresa às 19:31
link do post | comentar | ver comentários (11) | favorito
partilhar
Segunda-feira, 11 de Junho de 2007

Já Cheira

 

. 

Quando abri a janela, o vento bateu-me no rosto e um cheiro intenso a manjerico entrou sem cerimónia na minha casa.

.

Sem saber como, senti os passos traquinos da infância que me veio visitar e com ela as memórias das noites de calor de Junho, das fogueiras, dos risos e brincadeiras, do "tostãozinho" para o Sto. António, dos arraiais, das marchas populares a descer a Avenida, e da festa de uma Lisboa atrevida e engalanada.

 

.

 

O meu café hoje tem cheiro a manjerico.

.

Bom dia!

.

neste momento estou: saudosa

escrevinhado por MT-Teresa às 07:09
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
partilhar
Sexta-feira, 23 de Março de 2007

Vozes...

.

às vezes as vozes do passado

chegam-nos envoltas em véus

transparentes, sedosos,

orvalhados

e das luas reluzentes

saltam salpicos de estrelas

que perdidas no espaço

pousam nas frontes

descuidadas

.

o meu corpo, prende-se

numa teia esculpida

pelos tons da aurora

que a rodeiam...beijam

no acordar da eterna

memória

.

não me debato, antes

me entrego ao doce bailado

que me é oferecido

pela leveza do abraço

nunca esquecido

.

Teresa E

.


escrevinhado por MT-Teresa às 17:07
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
partilhar

Bem Vindos



" As ondas quebravam uma a uma. Eu estava só com a areia e com a espuma. Do mar que cantava só para mim

Sophia de Mello Breyner



Esta sou eu

segue-me

. 51 seguidores

Vivências Recentes

A Eterna Juventude

De novo as flores

Sem Título

Diz-me espelho meu...

O Canto dos Pássaros

As Rosas

Zeca no Coliseu de Lisboa

O Longínquo Abril

Memórias de Abril 1

Sombra

Primavera tardia

Os Véus do Esquecimento

A Noite dos meus sentidos

Curvo-me sobre a tua Ausê...

Sonho que te beijo

O roubo da alma

Já Cheira

Vozes...

Vivências Passadas

Julho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Julho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


Quem visito e me visita


Created by Crazyprofile.com

mais comentados

12 comentários
12 comentários
11 comentários
10 comentários
9 comentários
9 comentários
5 comentários
4 comentários
3 comentários
2 comentários
2 comentários

últ. comentários

Eu quase choro com esse texto, é muito emocional. ...
http://relatodeumaborto.webnode.com/ Minha Histori...
Oi GENTE MEU NOME E ROSE TENHO 13 EU SO...
Chocante
oi meu nome é joice e eu to grávida ...
eu sou totalmente contra o aborto... eu tenho 15 a...
Acho o seguinte: todos cometemos erros! Com certez...
tb naum axo certo o aborto...matarem seu proprio f...
Isso e uma falta de ética. Pq... Q na hr q ...
Olá, Tenho 18 anos , minha namorada é mais nova do...
As nuvens passam, as amaçadores também. Desejo que...
JoãoDesistir nunca! Apenas deixei de escrever, mas...
Todos temos dores, sofremos. [Error: Irreparable i...
Aborto uma das piores coisas da vida,um ser apagan...
ESte blog é muito simpatico, Gostei,Miguel

tags

25 de abril(5)

abril(9)

adeus(9)

alegria(5)

amigos(30)

amizade(14)

amor(137)

aniversário(9)

ano novo(3)

arte(7)

ausência(17)

azuis(9)

beleza(7)

blog(41)

blogue(5)

café(3)

casa das flores(3)

cecilia meireles(6)

cinema(4)

cinza(3)

citação(29)

coisas simples(4)

consciência(3)

cores(3)

dança(16)

david mourão ferreira(7)

descoberta(3)

desejos(7)

desencontro(4)

dia do livro(3)

dor(4)

encontro(4)

enganos(5)

escolhas(4)

escrita(3)

espectaculo(3)

eu(12)

eugénio de andrade(5)

fado(4)

férias(5)

fernando pessoa(3)

filho(15)

fim(4)

florbela espanca(5)

flores(17)

fotografia(13)

fotos(11)

fotos minhas(4)

ilusão(3)

inquietação(3)

joaquim sustelo(4)

josé l. santos(3)

lágrimas(3)

liberdade(13)

lisboa(10)

livros(8)

lua(6)

luz(4)

mãe(7)

manhãs(4)

mar(19)

margarida(4)

maria teresa horta(4)

máscaras(5)

memória(18)

miguel torga(7)

morte(6)

mulher(9)

música(19)

natal(8)

noite(19)

olhos(4)

pai(4)

paixão(16)

páscoa(4)

paz(9)

pintura(13)

poema(117)

poemas de amor(8)

poesia(85)

portugal(5)

primavera(6)

rugby(6)

saudade(24)

silêncio(15)

sol(5)

solidão(19)

sonho(9)

sonhos(4)

sophia m breyner(18)

tango(5)

tempo(14)

trabalho(5)

triste(4)

tristeza(15)

tu(4)

veneza(4)

vida(225)

video(17)

zeca afonso(4)

todas as tags

Pesquisa

 

Favoritos

Vivências

1º Aniversário

As nossas almas

Encontro Mágico

Estrela do Mar II

A Carícia do Sol

Parabéns Filho

A Teia

Dia do Livro

O Crepúsculo

subscrever feeds