Segunda-feira, 19 de Novembro de 2007

Pintar os cinzas

 

 
Ouço a chuva bater nas vidraças.

E os cinzentos do dia entram triunfantes no meu quotidiano.

 
Vou tentar encontrar a paleta cheia de cores,

que guardo sempre de uma estação para a outra.

E pintar o Sol.

Depois,

retiro um pouco de azul aos meus olhos, e dou umas pinceladas ao céu.

Talvez resulte e consiga desnudar-me. Do cinza.
 

 

 

neste momento estou: a fugir dos cinzas

escrevinhado por MT-Teresa às 07:26
link do post | comentar | ver comentários (13) | favorito
partilhar
Domingo, 30 de Setembro de 2007

Despedida de Verão

 




Era preciso agradecer às flores
Terem guardado em si,
Límpida e pura,
Aquela promessa antiga
Duma manhã futura.

Sophia de Mello Breyner



...... 




Neste fim de tarde em que os ares frios e as chuvas do Outono já começam a chegar, senti de repente a nostalgia. Nunca gostei do Outono apesar dos tons magníficos com que as árvores se pintam. Fazem-me falta os dias lentos e as noites cálidas de Verão, onde quase se podem contar as estrelas e retribuir o sorriso da lua.
 


A minha despedida do Verão é em azul e recebo o Outono também em azul para enganar os cinzas.


 

 

neste momento estou: A despedir-me do Verão

escrevinhado por MT-Teresa às 22:11
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
partilhar
Terça-feira, 19 de Junho de 2007

Rosas

 Foto de MT

 

.

Visto-me de azul todos os dias.

O sorriso é azul-celeste

O olhar é azul-mar

.

 

Até as ruelas que cruzo

E as pedras da calçada

Roubam as flores do céu

Quando ficam azuladas

.

De rosas me vesti hoje

Para emoldurar  o encanto

Dos sonhos com que me deito

.

Pintei de rosa os azuis

De que são feitos os prantos!

 

.

 

neste momento estou: rosada
tags: , , ,

escrevinhado por MT-Teresa às 20:13
link do post | comentar | ver comentários (15) | favorito
partilhar
Domingo, 17 de Junho de 2007

De repente a tristeza

 

"Pássaro Azul " de Isabel Nadal

.

À tardinha
desceu sobre o meu rosto
a melancolia...
 
à mesma hora
onde outrora
me perdi
no calor
dos teus braços
 
Os meus olhos desaparecem
e do azul pouco resta
a não ser um traço
oblíquo
gasto
 
Sobre o meu corpo
começam a florir
as sementes de solidão
que o acaso depositou
nos meus gestos
confiantes
 
O meu rosto
transfigurado
branco
procura as mãos
que lhe secaram o pranto
e as rosas
com que acariciaste
os seus vincos
 
Debato-me
grito
e
rejeito!
.
Esta tristeza que me espreita
dos abismos
.
Teresa E
.

.

 

neste momento estou:
ao som de: Madredeus

escrevinhado por MT-Teresa às 08:58
link do post | comentar | ver comentários (12) | favorito
partilhar
Segunda-feira, 20 de Novembro de 2006

Cores

Os desejos voltaram a sair de mim
E os meus olhos ficaram brancos de novo
 
Os azuis repetidamente se pintam da cor do nada
E as cores ... As cores que eu mesma criei
Riem-se de mim nesta madrugada
 
Pinto-me com reflexos de vermelho
Quando me amas
Emendo o teu esboço a preto
Quando me deixas
 
E os meus sonhos
Desenhados em folha branca
Mal se distinguem
Dos traços coloridos
Da tua ausência
 
Teresa E.
07/08/06
tags: , ,

escrevinhado por MT-Teresa às 11:42
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
partilhar
Domingo, 19 de Novembro de 2006

Azuis

 

Em algum lugar
Dos meus olhos
Viajantes
Te encontro
Perdido nos
Azuis do mar
Que são reflexos
Do meu olhar
 
Teresa E.
09/06/06
neste momento estou: A precisar de um café
tags: ,

escrevinhado por MT-Teresa às 01:38
link do post | comentar | favorito
partilhar
Quinta-feira, 16 de Novembro de 2006

O Teu olhar

 
Ainda que a tua voz me chegue
Tão doce e terna como o teu amar
Espero ansiosa o teu olhar
Que tarda tanto em ser entregue
 
Imagino que é soturno e baço
Como a cor com que te vestes
Mas, podes crer, quando vieres
Será azul... no meu regaço
 
E os dois..a olhar no mesmo espaço
Que a ausência teimou pintar de branco
Ficaremos, por fim, em tal  encanto  
Perdidos de amor, sem embaraço
 
Teresa E.
05/10/06
neste momento estou: Pensativa
ao som de: Pink Floyd ( I Wish you were..)
tags: ,

escrevinhado por MT-Teresa às 20:13
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
partilhar
Sábado, 30 de Setembro de 2006

Blue

 

Quando acordei, fui ver as árvores e o campo, como faço todas as manhãs. A minha janela está sempre aberta e por isso o tempo nunca me surpreende. Hoje por exemplo, o meu quarto estava ainda escuro e um pouco triste, devido à ausência de sol e de luz , porque nesta manhã de Outono, Lisboa acordou cinzenta e chuvosa.
Não gosto dos dias assim. O cinzento passa do céu, directamente para mim. Pensei no significado da palavra cinzento e senti que preciso de outro termo para definir este estado de alma. Se a minha lingua materna fosse o Inglês, seria "blue".
 
Neste dias, vejo sempre umas aves brancas, no campo, em frente à minha casa. Não sei o que são, mas também não procuro saber, porque neste óasis de verde, que todas as manhãs me regala o olhar, tudo é possível, até acordar com o som dos tractores a lavrar a terra. É em Lisboa que eu vivo, mas por mero acaso, escolhi morar neste sítio que o tempo ainda não transformou por completo. Ainda tenho o verde e os pássaros que repousam aqui de vez em quando e ainda consigo ver o nascer do Sol e o sorriso da Lua cheia nas noites de Verão.
 
Nesta manhã cinzenta de Outono, em que a solidão esperava o meu acordar, gostava de partilhar a minha janela contigo. Tomaríamos o café, acabado de fazer, em silêncio consentido mas cheio de  significados e quando me olhasses, cheio de ternura e amor, o azul dos meus olhos espalharia a sua cor pelo céu e esta manhã passaria a ser radiosa e cheia de luz.
 
 
Mas tu não estás e, hoje, o meu olhar deixou de ser azul e está da cor do dia..."blue" !
Teresa E.
30/09/06
tags: , ,

escrevinhado por MT-Teresa às 11:02
link do post | comentar | favorito
partilhar
Sexta-feira, 15 de Setembro de 2006

Os Meus Olhos

 
Mesmo em silêncio
Os meus olhos falam
E ditam as palavras
Que os meus lábios
Cerrados teimam
Em te esconder
Só eles me denunciam
Porque te dão
A imagem clara
Do meu sofrer
Do meu amor
Da minha solidão
 
E da maresia do
Meu olhar azul
Nascem sulcos
De água fresca
Que escavam rugas
No meu rosto de areia
 
E se não vieres 
Ficarei desfeita
Pela força do mar
Que é azul e verde
Como o meu olhar
 
Mar
(T.E.)
tags: , ,

escrevinhado por MT-Teresa às 12:19
link do post | comentar | favorito
partilhar

Bem Vindos



" As ondas quebravam uma a uma. Eu estava só com a areia e com a espuma. Do mar que cantava só para mim

Sophia de Mello Breyner



Esta sou eu

segue-me

. 51 seguidores




Created by Crazyprofile.com


myspace layouts, myspace codes, glitter graphics



RESPEITE OS DIREITOS DE AUTOR

Page copy protected against web site content infringement by Copyscape





Click for Lisbon, Portugal Forecast

Vivências Recentes

Pintar os cinzas

Despedida de Verão

Rosas

De repente a tristeza

Cores

Azuis

O Teu olhar

Blue

Os Meus Olhos

Vivências Passadas

Julho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

CURRENT MOON

Julho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


online
Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!

Quem visito e me visita


Created by Crazyprofile.com

mais comentados

15 comentários
13 comentários
12 comentários
8 comentários
5 comentários
3 comentários

últ. comentários

Eu quase choro com esse texto, é muito emocional. ...
http://relatodeumaborto.webnode.com/ Minha Histori...
Oi GENTE MEU NOME E ROSE TENHO 13 EU SO...
Chocante
oi meu nome é joice e eu to grávida ...
eu sou totalmente contra o aborto... eu tenho 15 a...
Acho o seguinte: todos cometemos erros! Com certez...
tb naum axo certo o aborto...matarem seu proprio f...
Isso e uma falta de ética. Pq... Q na hr q ...
Olá, Tenho 18 anos , minha namorada é mais nova do...
As nuvens passam, as amaçadores também. Desejo que...
JoãoDesistir nunca! Apenas deixei de escrever, mas...
Todos temos dores, sofremos. [Error: Irreparable i...
Aborto uma das piores coisas da vida,um ser apagan...
ESte blog é muito simpatico, Gostei,Miguel

tags

25 de abril(5)

abril(9)

adeus(9)

alegria(5)

amigos(30)

amizade(14)

amor(137)

aniversário(9)

ano novo(3)

arte(7)

ausência(17)

azuis(9)

beleza(7)

blog(41)

blogue(5)

café(3)

casa das flores(3)

cecilia meireles(6)

cinema(4)

cinza(3)

citação(29)

coisas simples(4)

consciência(3)

cores(3)

dança(16)

david mourão ferreira(7)

descoberta(3)

desejos(7)

desencontro(4)

dia do livro(3)

dor(4)

encontro(4)

enganos(5)

escolhas(4)

escrita(3)

espectaculo(3)

eu(12)

eugénio de andrade(5)

fado(4)

férias(5)

fernando pessoa(3)

filho(15)

fim(4)

florbela espanca(5)

flores(17)

fotografia(13)

fotos(11)

fotos minhas(4)

ilusão(3)

inquietação(3)

joaquim sustelo(4)

josé l. santos(3)

lágrimas(3)

liberdade(13)

lisboa(10)

livros(8)

lua(6)

luz(4)

mãe(7)

manhãs(4)

mar(19)

margarida(4)

maria teresa horta(4)

máscaras(5)

memória(18)

miguel torga(7)

morte(6)

mulher(9)

música(19)

natal(8)

noite(19)

olhos(4)

pai(4)

paixão(16)

páscoa(4)

paz(9)

pintura(13)

poema(117)

poemas de amor(8)

poesia(85)

portugal(5)

primavera(6)

rugby(6)

saudade(24)

silêncio(15)

sol(5)

solidão(19)

sonho(9)

sonhos(4)

sophia m breyner(18)

tango(5)

tempo(14)

trabalho(5)

triste(4)

tristeza(15)

tu(4)

veneza(4)

vida(225)

video(17)

zeca afonso(4)

todas as tags

Pesquisa

 

Favoritos

Vivências

1º Aniversário

As nossas almas

Encontro Mágico

Estrela do Mar II

A Carícia do Sol

Parabéns Filho

A Teia

Dia do Livro

O Crepúsculo

subscrever feeds