Sábado, 18 de Abril de 2009

Inevitável

      
Os dias cinzentos "acinzentam-me".

 
 (pode ser que o sol entre logo à noite, quando o meu filho se deparar com cerca de 60 pessoas, equipa de rugby incluída,  que se vão reunir numa festa-surpresa que preparámos para comemorar o seu aniversário)

 

 

 
 


escrevinhado por MT-Teresa às 10:25
link do post | comentar | favorito
partilhar
Sábado, 11 de Abril de 2009

Flores de Páscoa

 

 (desconheço o autor)

 

 Boa Páscoa para todos os meus amigos e visitantes

 
 


escrevinhado por MT-Teresa às 11:04
link do post | comentar | favorito
partilhar
Terça-feira, 30 de Dezembro de 2008

Feliz Ano Novo

 
 
Recomeça

Se puderes,
Sem angústia e sem pressa.
E os passos que deres
Nesse caminho duro
Do futuro
Dá-os em liberdade.
Enquanto não alcances
Não descanses.
De nenhum fruto queiras só metade.

E, nunca saciado
Vai colhendo
Ilusões sucessivas no pomar
Sempre a sonhar
E vendo
Acordado,
O logro da aventura.
És homem, não te esqueças!
Só é tua a loucura
Onde com lucidez, te reconheças.

Miguel Torga  
 
......................

 
Com o ano a terminar desejo a todos um Bom Ano 2009 e, como não podia deixar de ser, deixo-vos como último post de 2008, a Poesia.

 
 

neste momento estou: a passar mais um ano

escrevinhado por MT-Teresa às 22:59
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
partilhar
Sábado, 20 de Dezembro de 2008

O Natal e a Caixinha de Música

 
 

~~~~~~~

 

 

Em Dezembro de 2006 escrevi um post sobre Caixinhas de Música

e sobre o meu desejo de ter uma.

 

Neste Natal de 2008

 

Em que o frio, a chuva e a neve

se fazem sentir com intensidade

Em que a crise está instalada

e veio para durar

Em que a esperança de dias melhores

parece congelada

Em que a poesia e a escrita

estão adiadas (em mim)

 

Neste Natal

 

 Com um sorriso de satisfação

e um brilho especial nos olhos

" ofereci-me "

esta caixinha de música

 

 

 

 

 
Deixo-vos a música do "Quebra Nozes"

de Tchaikovsky

e os meus votos de

 

BOAS FESTAS

 
 

 
 

 

 

neste momento estou:
ao som de: Quebra Nozes de Tchaikovsky

escrevinhado por MT-Teresa às 14:53
link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito
partilhar
Quinta-feira, 18 de Setembro de 2008

A Minha Lua

Foto de MTeresaVivências

 
 

Pela janela entreaberta sobre o campo,
saúdam-me as árvores, os pássaros e os gatos.
 
A quinta está envolta numa luz difusa que anuncia a chegada de uma noite cálida e serena. Tudo parece adormecido e os ramos verdes e frondosos rodeiam a casa, sólida e branca, como se o tempo tivesse parado naquele lugar aprazível e bucólico.
 
Ao longe, os ruídos da cidade fazem-se ouvir como um eco distante e disforme. Nada perturba aquela paz. Sentada à janela deixo-me invadir por um bem estar indefinível e fico grata por  poder desfrutar desta vista que por milagre ainda não foi destruída pelo homem.
 
De repente, a lua surge no horizonte e dança timidamente sobre o arvoredo, inundando toda a paisagem com a sua luz avermelhada. É lua cheia e vislumbro na sua face, os olhos; o nariz  e o sorriso largo a dar-me as boas noites.
 
Lembro-me, então, da minha infância e imagino novamente que a lua tem uma cara como nós.

 

...............

 
O Vivências fez dois anos de existência no passado dia 14.

Nas suas páginas escreveram-se; o amor; a paixão; a dor; a solidão; a amizade; a alegria; a música; a pintura; a fotografia e, essencialmente, a poesia.

 
Dois anos é já algum tempo e apercebo-me que a minha vontade de escrever já não é igual ao que era quando iniciei o Vivências. Confesso públicamente que, como um amigo me disse recentemente, a escrita é fácil para mim quando estou triste. Por um lado, ainda bem que aquela tristeza toda me abandonou e que agora o meu percurso se faz por caminhos menos cinzentos e mais leves de percorrer. Se isso poderá significar um maior afastamento da escrita não quer dizer que o meu gosto pela poesia tenha acabado.

 

O que pretendo dizer é que o Vivências continuará a ser um canto dedicado à Poesia, mesmo que seja fundamentalmente feita por outros. 

 
Por fim, o meu agradecimento vai para todos aqueles que me visitaram e acompanharam ao longo destes dois anos. As minhas desculpas vão para quem me comentou e eu não tive oportunidade de responder ou de visitar.

 

Como um amigo escrevia, sempre que me visitava, também eu afirmo:

 

 - Estou sempre aqui...!

 

[ hoje deixo-vos a minha Lua com cara de gente como nós ] 
 

 

neste momento estou: de bem com a vida

escrevinhado por MT-Teresa às 22:07
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
partilhar
Terça-feira, 5 de Agosto de 2008

Porque...

 
...ainda estou de férias e, regra geral,  ficamos mais leves, mais descontraídos e de bem com o mundo, deixo-vos a minha espiral de amizade e bem estar que espero seja contagiante.

 
Até para a semana.

 
 
 

 

 

neste momento estou: muito bem de férias

escrevinhado por MT-Teresa às 16:51
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
partilhar
Terça-feira, 29 de Julho de 2008

As Férias

 

Fotos de MTVivências

 

Entre o campo e o mar recupero energias e faço uma pausa da cidade e do trabalho. A minha Casa das Flores proporciona-me a paz do campo e o contacto com a natureza. O pequeno jardim tem muitas ervas para arrancar e umas quantas flores para mudar de sítio. Eu e a Margarida, que me acompanha sempre, dizemos por brincadeira que elas não crescem como as dos vizinhos porque não lhes damos sossego. Será? Não sei, mas o que nos dá verdadeiro prazer é mesmo arranjá-las, mexer na terra e,  se descobrimos um rebento,  tentar que ele pegue na "incubadora" improvisada que são uns vasos pequeninos que só servem para isso mesmo.

 

A nossa grande frustação são mesmo as buganvílias que não dão nada. Já tivemos cinco e neste momento temos duas. Uma, pequena, sobrevivente de um Inverno húmido, ostenta agora uma única flor cor de rosa e minúscula que apareceu de um dia para o outro. A outra, muito franzina, perdeu entretanto todas as flores, vai-se lá saber porquê. No entanto ainda não desistimos de vir a ter uma bela e frondosa buganvília à entrada da casa e de cada vez que as olhamos nas casas dos outros, ficamos roídinhas de inveja, encolhemos os ombros e rimo-nos do nosso "azar".

 

Os próximos dias vão ser passados desta maneira simples: Passeios a pé pelo campo, tratar das flores  e dar uns mergulhos no mar. Claro que os filhos e os amigos de vez em quando aparecem e o churrasco entra em acção. 

  

É bom estar de férias!

 

 

neste momento estou: de férias

escrevinhado por MT-Teresa às 00:10
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
partilhar
Quinta-feira, 17 de Julho de 2008

Receita de Aniversário

 
 

 Óleo de Mike Warrol - " A Good Age " 
 

 

 
Gosto de fazer anos

[  não contem as velas porque esta imagem é enganadora ]

 

Para todos vós que me visitam e acarinham deixo uma fatia de bolo.

 

A receita do bolo foi-me dada há muitos anos:

 

Bate-se o carinho com a ternura e mistura-se tudo muito bem até ficar uma massa consistente. Depois, batem-se  12 sorrisos em castelo até ficarem firmes e constantes.

De seguida deita-se com cuidado uma pitada de amor e outra de felicidade batendo tudo cuidadosamente para não deslaçar.

Para acabar mistura-se uma porção razoável de amizade e uma chávena de chá cheia de beijos e abraços. Despeja-se tudo para uma forma devidamente barrada com bastante compreensão e vai a forno médio até estar bem cozido.

Desenforma-se para um prato florido, envolve-se num doce à escolha e serve-se quente.

 

Sirvam-se à vontade que vos garanto que é uma delícia.

 

Bom apetite 
  
 

neste momento estou: festiva

escrevinhado por MT-Teresa às 00:16
link do post | comentar | ver comentários (16) | favorito
partilhar
Quarta-feira, 11 de Junho de 2008

Os ciclos

   Shadow Word generated at Pimp-My-Profile.com

 
 
Dei-me conta deste número redondo, hoje, ao olhar para o contador aqui ao lado.

 

É certo que o Vivências começou por ser um espaço solitário que eu decidira criar para preencher alguns vazios e desencantos e que com o correr do tempo acabou por se tornar o meu "canto" diário de lazer e desabafo.

Coloquei nele as coisas que mais gosto: música; pintura; poesia; fotografia; dança; cinema; livros; e, acreditem, deu-me um prazer imenso.

 

Muito do que eu sou está aqui.

E muitos destes visitantes, a maioria anónimos, penso que o entenderam, mesmo sem conhecerem o meu rosto e apenas sabendo que me chamo Teresa ( MT, como o meu filho carinhosamente me chama).

Foram importantes para mim, as "palavras" que me foram deixando os amigos e muitos desconhecidos; e o incentivo e apreço de outros, que pela sua presença amiga, passaram a ser "conhecidos"  (na alma e no sentir)

 

Tenho saudades de algumas presenças que deixaram de "ser". Lembrar-me-ei sempre desses.

 

Há ciclos que não se repetem. Eu própria estou diferente e tenho sentido nos últimos tempos que já não faz tanto sentido continuar neste registo.

 

Confesso, ando a adiar a decisão. Afinal este é um "filho" muito querido que eu criei e custa-me deixá-lo entregue a si próprio.

 

Mas um dia destes terei que ganhar coragem e fechar este ciclo que começou em Setembro de 2006.

 

Este post não é ainda o fim.

É um agradecimento e ao mesmo tempo uma explicação a todos quantos eu me habituei a sentir aqui e que eu estimo.

 

Com amizade

 

Teresa (MT)

 
 

 

neste momento estou: a desabafar

escrevinhado por MT-Teresa às 22:11
link do post | comentar | ver comentários (17) | favorito
partilhar
Sexta-feira, 16 de Maio de 2008

E porque hoje...

 
acordei com o Sol a entrar pelas janelas

deixo-vos esta flor e votos de um bom dia de Primavera

 

 

Foto MTeresaVivências

 
 


escrevinhado por MT-Teresa às 07:34
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
partilhar
Segunda-feira, 21 de Abril de 2008

Sombra

 

Sombra ( Fado Nocturno)

 

Se a noite escura demora
Cativa dentro do meu peito
pressinto quando me deito
a voz de alguém, que hoje não vem
e mora em mim a toda hora

Falando grave e escondido
Por entre as coisas reais
suspende a força da vida
e não é ninguém, ah e não é ninguém
somente sombra e nada mais

Porém a voz que se ouvia
morre com a noite no cais
e o sol agora me alumia

 

(Letra de Rui Machado, Música de António Chainho, Voz de Teresa Salgueiro)

....

 
 

Aqui também se ouve fado!...

Aqui se recordam amigos, mesmo que sejam sombras fugidias...

 

Boa noite

 








neste momento estou: saudosa
ao som de: Sombra( Fado Nocturno) - Teresa Salgueiro

escrevinhado por MT-Teresa às 23:27
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
partilhar
Sábado, 23 de Fevereiro de 2008

Marionetas...?

 
" Somos todos campos de batalha, onde se digladiam deuses "

 
Paul Valéry

 
.....

 

Por vezes, sento-me em silêncio na minha casa e apenas me chegam os ruídos distantes e indistintos do mundo lá fora que me confortam. Gosto destes momentos raros em que deixo os meus pensamentos fluir em completa liberdade e a minha imaginação ultrapassa a minha memória. Normalmente, vejo surgir os rostos risonhos e luminosos daqueles que fizeram parte da minha vida e começo a separar as coisas boas das menos boas e retenho as primeiras intencionalmente. É assim que quase sempre engano a memória. Então, sorrio,  e vejo desfilar perante mim, os vários capítulos, agrupados consoante as situações,  chegando quase sempre à conclusão gratificante de que tudo valeu a pena e que todas as pessoas passaram por mim com um propósito e um desígnio e que o que elas deixaram é na maioria dos casos, algo que nunca esquecerei e que me fez crescer interiormente.

 
                

Não sei dizer se são os deuses que comandam este ciclo de constante renascimento, e que eu, nas suas mãos, sou apenas uma simples boneca de carne e osso, presa por fios invisíveis e finíssimos que me fazem andar ao sabor dos seus caprichos.

 

Sei, com toda a certeza, que o que sou intrinsecamente, não sofrerá alterações profundas.

Sei  que o amor sempre me sorrirá.

Sei que a amizade é minha companheira eterna.

Sei olhar e ver

Sei distinguir

Sei ouvir e compreender

Sei perdoar

 

Podem brincar comigo, os deuses.

Há certezas que são inabaláveis, por isso, pisco-lhes o olho provocatoriamente, e entro nas brincadeiras, com a certeza de que, mesmo caindo na rede que eles tecem, volto a sair renascida.

 

Não temam os deuses. Brinquem com eles.

 

 

neste momento estou: a brincar com os deuses

escrevinhado por MT-Teresa às 17:26
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
partilhar
Domingo, 17 de Fevereiro de 2008

O Livro Branco

(imagem retirada  do google)

 

agora, as letras são brancas
e o que escrevo só eu leio,
as palavras, essas,  que já não escrevo
mas que me pertencem, inteiras,
são roubadas pelo tempo
que agora não tenho
 
mas, ainda as sinto...
como se escrevesse
a preto, num livro aberto 
e branco.
 
 
 
neste momento estou: sem tempo

escrevinhado por MT-Teresa às 09:27
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
partilhar
Domingo, 3 de Fevereiro de 2008

O Carnaval da Vida

 

E em tempo de máscaras e de rostos encobertos e dissimulados,

 saltam da multidão anónima faces amigas e encorajadoras

 e mãos suaves que apertam as nossas solidariamente.

As palavras e os gestos que nos chegam são de uma generosidade extrema.

Estranhamente, a ausência faz a sua entrada triunfante

 no corpo de mascarados que o não deveriam ser.

No baile de máscaras que é a vida

 chega o momento da verdade.

 E de repente temos a visão nítida do que nos rodeia.

E do que realmente tem valor.

 

Neste tempo de máscaras permitidas,

o teu rosto, descoberto e luminoso,

rompe a ardilosa neblina que me mantinha cativa.

 Apesar da chuva e do tempo cinzento,

o que eu vislumbro

é um sol radioso e flores silvestres a nasceram nos caminhos.

 

 

neste momento estou: confortada apesar de tudo

escrevinhado por MT-Teresa às 22:11
link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito
partilhar
Quarta-feira, 30 de Janeiro de 2008

O meu "Campeão"

 

O meu agradecimento a todos os amigos e visitantes que me "acompanharam" de uma forma ou de outra, neste momento difícil.

 

O meu  "campeão"  venceu mais esta  "partida" que não estava no calendário de jogos. Está mais pesado (provisóriamente) porque agora transporta com ele uma placa e alguns parafusos, no entanto o seu sorriso e a sua determinação não foram afectados.

 

 A recuperação vai exigir alguns meses de sacrifício, tenacidade e paciência, mas ele tem um objectivo: 

   
 - Voltar a entrar em campo com a camisola do seu Benfica.

 

Repito o que escrevi há uns tempos atrás:

- Gosto de ter um blogue...e, gosto de todos vós, que me visitam, acompanham  e incentivam quase diáriamente.

 

Obrigada!

(deixo-vos o meu amor perfeito, que sem dúvida alguma tem o nome do meu filho)

 

 

 

 

neste momento estou: mais descansada

escrevinhado por MT-Teresa às 10:05
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
partilhar
Quarta-feira, 9 de Janeiro de 2008

A recordar um dueto

 
Se eu soubesse
mascarar a solidão
com cálidos abandonos
e doces enleios
viajava pelo tempo
dos sorrisos
que me esperam
e dos corpos
que me desejam 

Se eu pudesse mascarar o sentimento
Guardasse numa caixa só pra mim,
Eu não viria aqui neste momento
Deitar mais uma flor no teu jardim
 
 
As máscaras
que me amordaçam
o amor, no peito,
arrancava
 
Se eu pudesse... ou posso mas nem tento?
Nunca diria o quanto gosto assim
De ler-te (e nas palavras me sustento
Pois entram-me na alma até ao fim...)
 
Dizer-te da vontade que cá mora
Que tenho de te ler pla vida fora
E até dizer-te mais... também podia
 
e o meu pranto
na tua boca quente
secava

Se eu pudesse... mas eu nem sequer quero!
Quero antes vir aqui, que é onde espero
Ver "escritos" com amor e com magia

Entregando-me, então,
ao teu amor (perfeito)
me revelava...
Inteira!
 
 
MT- Teresa (18Fev07

Joaquim Sustelo ( Fevereiro 07 - poema deixado num comentário)

 

 
neste momento estou: sem máscara

escrevinhado por MT-Teresa às 08:30
link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito
partilhar
Sábado, 29 de Dezembro de 2007

Tempo

Fotografia de Jonas Valtersson

 
Pássaro azul nas mãos do tempo

Musa florida na Primavera dos sentidos

Olhos d'água a escorrer desejos         Amores

Passados        E logo outros          a sorrir palavras

em jardins encantados e secretos

Penas feitas de silêncios            A gritar destinos

E a tecer o tempo

 

Tempo     Um ano    Uma vida

Um caminho

 

 

 


escrevinhado por MT-Teresa às 22:04
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
partilhar
Domingo, 23 de Dezembro de 2007

O Natal que não sinto

 
Às vezes, faltam-me as palavras para escrever o que sinto

Outras vezes, não sinto, e mesmo assim escrevo palavras de outros

Também me acontece escrever palavras sopradas por ventos de longe

Que misturo com as minhas, quando a inspiração me assalta

    
Neste Natal as palavras escapam-me e saltam da folha branca

Como se não tivessem lugar no que eu sinto e não digo

 

Este Natal não sabe a Natal.

Talvez por isso não escrevo, apenas sinto.

        
....

 

Agradeço os votos de Boas Festas que me deixaram.

(em tempo, responderei a todos individualmente)

 

 

 

 


escrevinhado por MT-Teresa às 08:55
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
partilhar
Terça-feira, 18 de Dezembro de 2007

Poema de Natal

 
Natal à Beira-Rio

 

É o braço do abeto a bater na vidraça?
E o ponteiro pequeno a caminho da meta!
Cala-te, vento velho! É o Natal que passa,
A trazer-me da água a infância ressurrecta.
Da casa onde nasci via-se perto o rio.
Tão novos os meus Pais, tão novos no passado!
E o Menino nascia a bordo de um navio
Que ficava, no cais, à noite iluminado...
Ó noite de Natal, que travo a maresia!
Depois fui não sei quem que se perdeu na terra.
E quanto mais na terra a terra me envolvia
E quanto mais na terra fazia o norte de quem erra.
Vem tu, Poesia, vem, agora conduzir-me
À beira desse cais onde Jesus nascia...
Serei dos que afinal, errando em terra firme,
Precisam de Jesus, de Mar, ou de Poesia?

 
David Mourão Ferreira  

 
.....

 

Um Bom Natal para todos.

 
            

 


escrevinhado por MT-Teresa às 21:47
link do post | comentar | ver comentários (17) | favorito
partilhar
Sábado, 1 de Dezembro de 2007

Para Um Amigo que Gosta de Eléctricos e não só...!

 
 
Pensei em flores, mas já és "florido" demais.

Chocolates? Nem pensar! Não quero contribuir para o aumento do teu volume.

Depois pensei num CD, mas desisti logo porque música é uma das tuas especialidades e arriscava-me a dar-te algo que já tivesses.

Um livro? Hummm.... não vou ajudar a engrossar a tua biblioteca.

Um mapa para te ajudar nas tuas viagens. É isso! Mas, pensando melhor não precisas. Nunca te perdes.

Um sapinho verde de peluche. Também não seria boa ideia. És do glorioso e que eu saiba sapos vermelhos não há.

Mais um instrumento musical? Ufffa!!!!

Um boné para o frio? Não te ia ficar bem.

Uma máquina fotográfica não pode ser, porque já tens uma, novinha em folha.

 

O que se há-de oferecer a um amigo, do sexo masculino, brincalhão, divertido, bem disposto, gorduchinho, matulão, com diversas paixões na vida, nomeadamente música, comboios e eléctricos antigos e que faz anos hoje?

 

Já sei - Um Eléctrico!!!!

  

 

 

 Parabéns, meu amigo Visitante/Henrique.

   daqui

 

 Mt-Teresa

 

 

neste momento estou: bem

escrevinhado por MT-Teresa às 07:27
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
partilhar
Quinta-feira, 29 de Novembro de 2007

"Olhares meus e d' Outros" - O destaque

   

 

 

Hoje, fiquei surpreendida pelo destaque que a equipa do sapo blogs,  deu ao meu blogue de fotografia:

 "Olhares meus e d' Outros" 

(na home page do sapo e aqui)

 

Estou feliz, não posso negar, até porque quem me conhece pessoalmente ou através da escrita, sabe que pequenas coisas me fazem feliz. Sou assim e parece que não vou mudar.

 

Quero agradecer aqui, no Vivências, as visitas dos meus amigos, lá no "Olhares..." e que me conhecem mais pelo que escrevo e menos pelo que capto na minha Olympus. 
 

O meu obrigado, também à minha amiga-irmã, Clara-Margarida, que me ajuda todos os fins de semana no pequeno jardim da nossa Casa das Flores, e com quem dou longos passeios pelo campo, pois sem ela teria sido impossível, fotografar o que quer que fosse.

(Aproveito para cometer uma pequena inconfidência:  Ela está à espera de um presente igual ao meu, para se iniciar nestas lides da fotografia).

 

Agradeço também ao meu amigo JF, uma vez que as fotografias dos Açores, são de sua autoria.

 

Por último, agradeço ao meu filho, que me deu de presente (no último Natal)  a pequena máquina digital com que eu "brinco"  todos os fins de semana.

 

 

Ah!...Já me esquecia:

  
 - Continuo a gostar...de vós!

 

 

 

 

 

neste momento estou: bem

escrevinhado por MT-Teresa às 21:09
link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito
partilhar
Terça-feira, 27 de Novembro de 2007

Gosto!

(desconheço o autor da imagem)

 
Gosto de sonhar acordada

Gosto de gostar e que gostem de mim
Gosto de pessoas que estimulam o meu humor
Gosto de silêncios consentidos e cúmplices
Mas não gosto de silêncios a mascarar despedidas
Gosto de dar gargalhadas
De sorrisos e olhares atrevidos
Não gosto de mentiras
Gosto do mar e do sol
E de me estender na areia
Encanto-me com a Lua cheia
E com o céu azul
Gosto do campo e das flores
Estou a aprender a gostar de caminhar
Gosto de jardins
Gosto de tirar fotografias

e já gostei de pintar, mas agora já não sei 
Gosto de Lisboa e do rio Tejo

Gosto de música

E adoro Fado 
Gosto de cães mas ainda gosto mais de gatos
Gosto do jardim zoológico
Gosto muito de viajar
Gosto de ler deitada

Gosto de poesia

Gosto muito de escrever
Gosto de cinema com a sala pouco cheia e sem barulho de pipocas
Gosto de musicais
Gosto de dançar colada
Não gosto muito de cozinhar a não ser que seja por amor
Gosto de bifes com ovo a cavalo
E de frango assado
Gosto muito de sardinhas assadas com salada de pimentos
Gosto muito mas muito de pão
E ainda gosto mais com ovo mexido e com chouriço
Não gosto muito de vinho
Mas gosto de água e muito de leite
Gosto do café sem açúcar
Gosto de dormir e ainda mais de passar pelas brasas depois de almoço
Não gosto nada de acordar de repente
Gosto de me apaixonar perdidamente
E de acreditar que é para sempre
Gosto de chegar
Não gosto de partir
Gosto de passear de mão dada
Gosto de fazer amor com os olhos
De me aninhar e de festas
Gosto que me aconcheguem a roupa
Não gosto de gritos
Muito menos de zangas e agressões
E de intrigas
Gosto de olhar nos olhos dos outros
Gosto quando me amam
E quando eu amo
Gosto de dar e receber livros
Gosto de fazer anos
Não gosto do Natal
Gosto de humildade
Não gosto de pessoas perfeitas

Gosto da minha familía

Adoro o meu filho 

Gosto dos amigos

Gosto de ter um blogue



E gosto de todos os que me visitam, aqui no meu canto.

Obrigada pelas 30.000 visitas

 

 

 

 

 

neste momento estou: bem

escrevinhado por MT-Teresa às 19:46
link do post | comentar | ver comentários (21) | favorito
partilhar
Domingo, 4 de Novembro de 2007

O meu amigo distante

 

Tenho um amigo que gosta do Beija-Flor.

Conheço-lhe o cantar da voz. Conheço-lhe o riso e os lamentos.

O seu lado triste e solitário é quase como o meu.

Nunca estivemos frente a frente, mas conheço-lhe o rosto.

Mais importante que tudo, penso que lhe conheço a alma e a minha também não lhe é desconhecida.

Tenho um amigo que é o meu amigo distante.
Vive do outro lado do oceano e fala a mesma língua que eu.

Disse-me uma vez que não há distâncias e disse-me isso através de um livro que me ofereceu.
Talvez ele tenha razão.

Talvez as distâncias não contem, porque afinal "o essencial é invisível aos olhos" e o que importa realmente é o que se sente.
 
O meu amigo é humilde porque é um homem de grande sabedoria e cultura e raramente deixa que isso se perceba.

Também é um homem de sonhos e de grande sensibilidade.

Um lutador pela justiça.

Um resistente..

Um homem que escreve a brincar acerca de coisas sérias, como por exemplo a liberdade.

Também escreve poesia, mas ele acha que não. 

 
No outro dia recebi uma encomenda:

- Era um livro e um convite.

 
É o seu 1º livro " O Porco e a Filosofia "

 

O livro estou a lê-lo, e o seu lançamento será no próximo dia 10 de Novembro, na cidade de Ribeirão Preto, S. Paulo, Brasil.



O Oceano impede-me de estar presente fisicamente. Estarei de outra forma.

Ele tinha razão: "A distância é um lugar que não existe"

 

O nome do meu amigo?

 

   "Jota Há"


 

neste momento estou: grata

escrevinhado por MT-Teresa às 22:02
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
partilhar
Domingo, 21 de Outubro de 2007

Um fim de semana com flores

   

 
    

   
   
 
    

 
   

 

     
 
Fotos: MT-Teresa  (tiradas este FDS na minha Casa das Flores)

 

 
Amanhã nao vos deixo o meu café, em compensação deixo-vos a beleza das flores para enfeitarem os sonhos desta noite.

 

Parece Primavera!

 
   

neste momento estou: retemperada e florida

escrevinhado por MT-Teresa às 21:38
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
partilhar
Segunda-feira, 15 de Outubro de 2007

Bom dia

 

Fotografia de Aaron Falkenberg

 
 
"Despreza as estradas largas, segue os carreiros" 
 (Pitágoras)

 
 

....

 

Já tinha saudades de vos oferecer o café da manhã.

 

Bom dia!

      
 

neste momento estou:

escrevinhado por MT-Teresa às 07:20
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
partilhar
Sábado, 15 de Setembro de 2007

1º Aniversário

Banner generated at Pimp-My-Profile.com

 

Foi a 14 de Setembro de 2006 que este blogue nasceu. Primeiro como "MarAmar " e dias mais tarde com o nome de "Vivências"  que permanece até agora. Hoje, não quero deixar de agradecer a todos os meus amigos que por aqui foram passando, deixando ou não comentários, o apoio e incentivo que me deram para que eu continuasse a escrevinhar as minhas coisas, desabafando o que me ia na alma
 
O 1ª post que publiquei (escrito em 2005) foi precisamente "MarAmar" e continua actual, porque MarAmar sou eu e eu...continuo quase assim:
 
Quando me perco
de mim, de ti
ouço  o mar
sussurrar p'ra mim
.
MarAmar
mistura doce
amarga e fria
feita de sal
no areal estendida
adormecida
 
MarAmar
vem desnudar-te
toda para mim
inquietas ondas
vêm esperar-te
sou o teu fim
sereno e puro
sono profundo
.
MarAmar
perdida por ti
mergulho cega
porque é assim
corrente forte
renasço enfim!
.
 
A todos os que me "procuraram no mar" durante a minha ausência, quero que saibam que estive sempre aqui,
 apesar de silenciosa
 e que o meu regresso tem o sabor do mar,
 de onde "renasci"
e os azuis eternos do meu sentir. 
.
 
Mais uma vez, o meu agradecimento a todos.
.
Teresa(MT)
.
neste momento estou: renascida

escrevinhado por MT-Teresa às 11:18
link do post | comentar | ver comentários (22) | favorito
partilhar
Domingo, 17 de Junho de 2007

Para desfazer os cinzentos

 Pintura de Isabel Nadal

 

A todos os meus amigos

 

Soltem as amarras, abram as grades da vida e tenham esperança no amanhã.

 

.

neste momento estou: a olhar o futuro

escrevinhado por MT-Teresa às 21:42
link do post | comentar | ver comentários (24) | favorito
partilhar
Sábado, 3 de Março de 2007

Para a minha amiga Clara

tags: ,

escrevinhado por MT-Teresa às 18:06
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
partilhar
Quarta-feira, 27 de Dezembro de 2006

Carta

 "Solidão" de Edward Raymes

.

Meu amigo distante
 
Dou por mim a escrever, nesta madrugada
em que o calor me fez despertar.
 Os sons da manhã já me chegam,
 difusos mas reveladores da vida
que vai despontando nesta cidade ainda adormecida.
 Vai estar de novo um dia tórrido.
 Penso na floresta ardida e nos incêndios que já lavram,
neste Portugal verde que já mudou para a cor cinza
  em grande parte do território.
 Penso na Amazónia e no pranto das árvores
 cortadas e incendiadas.
 Penso nas distâncias e no mar
 que separa os nossos dois Continentes.
Penso nas semelhanças.
 
Sem saber bem a razão- e isso importa?
"Surgiu-me" um Acróstico
Com o seu nome... meu amigo distante
.
 
             Jardins por ti sonhados                      
 Ocultam  amores perfeitos
             Tantas vezes desejados               
Adornados a teu jeito
 
   Habitam no teu peito
              Árvores pintadas de prantos
.
Teresa E.
(Junho 2006)
.
 

escrevinhado por MT-Teresa às 18:28
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
partilhar
Segunda-feira, 20 de Novembro de 2006

Cai a noite...sonhando

"Dream" de Jurgen Gorg

 *

Cai a noite ... e deixo que me sonhes
como um poema ilustrado
perfeito de rima e de flores
bordadas p´los teus desejos.
Podes sonhar-me
que eu deixo...
nessas noites de loucura
em que perdida me esfumo
quando chega a madrugada.
Põe sorrisos no meu rosto
estrelas no meu olhar
silêncios nos meus beijos
cheiros no meu amar
música nos meus braços
p´ra tambem eu serenar.
Amigo, amor que queres?
De sonho não passo...
Só sou amada a sonhar...
 
T.E.
05/02/06
neste momento estou: Pensativa
tags: , ,

escrevinhado por MT-Teresa às 21:12
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
partilhar

Bem Vindos



" As ondas quebravam uma a uma. Eu estava só com a areia e com a espuma. Do mar que cantava só para mim

Sophia de Mello Breyner



Esta sou eu

segue-me

. 51 seguidores




Created by Crazyprofile.com


myspace layouts, myspace codes, glitter graphics



RESPEITE OS DIREITOS DE AUTOR

Page copy protected against web site content infringement by Copyscape





Click for Lisbon, Portugal Forecast

Vivências Recentes

Inevitável

Flores de Páscoa

Feliz Ano Novo

O Natal e a Caixinha de M...

A Minha Lua

Porque...

As Férias

Receita de Aniversário

Os ciclos

E porque hoje...

Sombra

Marionetas...?

O Livro Branco

O Carnaval da Vida

O meu "Campeão"

A recordar um dueto

Tempo

O Natal que não sinto

Poema de Natal

Para Um Amigo que Gosta d...

"Olhares meus e d' Outros...

Gosto!

O meu amigo distante

Um fim de semana com flor...

Bom dia

1º Aniversário

Para desfazer os cinzento...

Para a minha amiga Clara

Carta

Cai a noite...sonhando

Vivências Passadas

Julho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

CURRENT MOON

Julho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


online
Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!

Quem visito e me visita


Created by Crazyprofile.com

mais comentados

22 comentários
21 comentários
17 comentários
17 comentários
10 comentários
10 comentários
10 comentários
9 comentários
9 comentários
8 comentários

últ. comentários

Eu quase choro com esse texto, é muito emocional. ...
http://relatodeumaborto.webnode.com/ Minha Histori...
Oi GENTE MEU NOME E ROSE TENHO 13 EU SO...
Chocante
oi meu nome é joice e eu to grávida ...
eu sou totalmente contra o aborto... eu tenho 15 a...
Acho o seguinte: todos cometemos erros! Com certez...
tb naum axo certo o aborto...matarem seu proprio f...
Isso e uma falta de ética. Pq... Q na hr q ...
Olá, Tenho 18 anos , minha namorada é mais nova do...
As nuvens passam, as amaçadores também. Desejo que...
JoãoDesistir nunca! Apenas deixei de escrever, mas...
Todos temos dores, sofremos. [Error: Irreparable i...
Aborto uma das piores coisas da vida,um ser apagan...
ESte blog é muito simpatico, Gostei,Miguel

tags

25 de abril(5)

abril(9)

adeus(9)

alegria(5)

amigos(30)

amizade(14)

amor(137)

aniversário(9)

ano novo(3)

arte(7)

ausência(17)

azuis(9)

beleza(7)

blog(41)

blogue(5)

café(3)

casa das flores(3)

cecilia meireles(6)

cinema(4)

cinza(3)

citação(29)

coisas simples(4)

consciência(3)

cores(3)

dança(16)

david mourão ferreira(7)

descoberta(3)

desejos(7)

desencontro(4)

dia do livro(3)

dor(4)

encontro(4)

enganos(5)

escolhas(4)

escrita(3)

espectaculo(3)

eu(12)

eugénio de andrade(5)

fado(4)

férias(5)

fernando pessoa(3)

filho(15)

fim(4)

florbela espanca(5)

flores(17)

fotografia(13)

fotos(11)

fotos minhas(4)

ilusão(3)

inquietação(3)

joaquim sustelo(4)

josé l. santos(3)

lágrimas(3)

liberdade(13)

lisboa(10)

livros(8)

lua(6)

luz(4)

mãe(7)

manhãs(4)

mar(19)

margarida(4)

maria teresa horta(4)

máscaras(5)

memória(18)

miguel torga(7)

morte(6)

mulher(9)

música(19)

natal(8)

noite(19)

olhos(4)

pai(4)

paixão(16)

páscoa(4)

paz(9)

pintura(13)

poema(117)

poemas de amor(8)

poesia(85)

portugal(5)

primavera(6)

rugby(6)

saudade(24)

silêncio(15)

sol(5)

solidão(19)

sonho(9)

sonhos(4)

sophia m breyner(18)

tango(5)

tempo(14)

trabalho(5)

triste(4)

tristeza(15)

tu(4)

veneza(4)

vida(225)

video(17)

zeca afonso(4)

todas as tags

Pesquisa

 

Favoritos

Vivências

1º Aniversário

As nossas almas

Encontro Mágico

Estrela do Mar II

A Carícia do Sol

Parabéns Filho

A Teia

Dia do Livro

O Crepúsculo

subscrever feeds