Quarta-feira, 1 de Agosto de 2007

As nossas almas

 

.

Esta noite fui abrir o perfume inebriante onde a minha alma se perdeu, fechei os olhos à saudade imensa que aprisiona os meus desejos e mergulhei a memória nas tardes e noites em que, enamorados, os nossos corpos cantaram hinos de alegria, êxtases e suspiros, em perfeita harmonia de sentires.

.

Agora, apesar de passear solitáriamente pelos jardins encantados do nosso amor, lanço o meu olhar azul, um pouco esbatido pela cor da tua ausência, aos horizontes prometidos de pássaros azuis e águias douradas que sei nos serão devolvidos quando chegar o tempo do reencontro.

.

Sei que ouves a minha voz onde quer que te tenham aprisionado e quero que saibas que ressoam na minha casa os teus passos e os teus risos feitos das flores que descobriste no meu corpo.

.

A minha alma nasceu a partir da tua

 e o mar que me inunda tem origem nas águas do teu rio.

Hoje, o que eu escrevo com cor de sangue,

 sou eu a desfazer-me em lágrimas.

.

Teresa (MT)

01/08/07

.

neste momento estou: saudosa e triste

escrevinhado por MT-Teresa às 19:24
link do post | comentar | favorito
partilhar
12 comentários:
De teresworld a 1 de Agosto de 2007 às 23:46
As palavras que escreves provocam em mim uma corrente de recordações longuinquas ... e milhares de pensamentos acordam como num passe de magia.

E o passado que na solidão do esquecimento guardo aprisionado teima libertar-se...

Um beijo

Teres


De MT-Teresa a 2 de Agosto de 2007 às 21:30
Boa noite Teres

Também fui ontem ao teu canto e gostei da Poesia que escreves, curiosamente também um pouco triste, como muitas vezes é o que eu escrevo.

Às vezes é recordando que nos curamos do passado, mas tenta não ficar presa a ele demasiodo tempo, porque é realmente um desperdício.

Volta sempre

Bj
Teresa


De carmemzita a 2 de Agosto de 2007 às 00:22
Cá estou eu!
Desejo-te um bom regresso. Já tinha saudades dos teus escritos.
"Poeta fingidora" que falas em lágrimas de sangue, talvez porque a cor seja quente, e a tua alma ferva
na satisfação dessa cor de fogo...

Um beijinho
CarmenZita


De MT-Teresa a 2 de Agosto de 2007 às 21:35
Ah! minha amiga da bola de cristal, desta vez não sou " Poeta Fingidora" - e alguma vez o fui?

A minha pena estava realmente em sangue e não era do fogo...

Mas já me habituei a enfrentar as "partidas da vida" e das pessoas e até a contorná-las e mesmo a custo e "em sangue" a seguir em frente.

Sabes...

Eu conheço as tréguas!

Bj
Teresa


De Pedro de Sousa a 2 de Agosto de 2007 às 14:34
Ola

Muito bonito.... muito triste... muito verdadeiro... infelizmente muito frequente...

Beijinhos


De MT-Teresa a 2 de Agosto de 2007 às 21:40
Olá Pedro ( Mikerinos)

Gosto muito do teu nome verdadeiro, parabéns pela coragem de o revelares neste mundo virtual, em que nunca se sabe bem quem é quem!

Mas são as regras ddeste jogo, que todos jogamos ao escrever sobre a capa do anonimato.

Eu continuo a ser simplesmente MT-Teresa Vivências, por razões meramente profissionais, mas a maioria das pessoas que me visitam, sabem quem sou, pois são amigos pessoais.

Quanto ao teu comentario...sim amigo...infelizmente esta "estória" é comum a muitos de nós.

Obrigada por passares por aqui.

Bj
Teresa


De JP a 2 de Agosto de 2007 às 15:51
Sempre que venho aqui, sou surpreendido...
Sempre que venho aqui, fico encantado....
Sempre que venho aqui, fico por aqui...

Obrigado MT, por teres este espaço!


De MT-Teresa a 2 de Agosto de 2007 às 21:43
Olá amigo JP

Gosto sempre muito que me venhas visitar e de vez em quando vou lá espreitar-te para ler as novidades.

Mas digo-te um segredo:

Não foste tu a causa do mau tempo...rsss

Beijokas
Teresa
(espero que o Joãozinho esteja a crescer saudavelmente e dar-vos muitas alegrias)


De Visitante a 2 de Agosto de 2007 às 21:54
"Tudo vale a pena quando a alma não é pequena".
(Palavras do sempiterno Fernando Pessoa)
"Tristezas não pagam dívidas", diz-se à boca pequena..
... Portanto, que a conta bancária do teu humor seja boa.

Beijinho
Visitante
(Em versão "crâneo vermelho e barba branca")



De MT-Teresa a 2 de Agosto de 2007 às 22:38
Vi...da barba branca...rss

O meu saldo anda um pouco no vermelho...mas logo..logo...vai entrar nos eixos!

"A esperança é a última a morrer"



De Visitante a 2 de Agosto de 2007 às 22:52
Acho que, com o crâneo vermelho e a barba branca, estou a candidatar-me a uma "versão-praia" do Pai Natal... hehehehe

Quanto à esperança....
Coincidência ou não, eu tinha duas vizinhas na minha zona, ambas chamadas "Esperança".

Já morreram as duas...


Beijinho
Visitante


De MT-Teresa a 2 de Agosto de 2007 às 22:56
Vens com uma disposição fantástica de férias!!!

Muito animador também, para que saibas uma das pessoas que mais amei e que já partiu há muitos anos chamava-se Esperança: Era minha tia-madrinha!

Acho que o te fez mal à careca...rsss



comentar


Esta sou eu

segue-me

. 51 seguidores

Vivências Recentes

Despedida

Se eu pudesse...Mãe!

Maio

Dia Mundial da Dança

A Realização de um sonho

Os Livros e o 25 de Abril

Dia da Terra

Ilusão

Inevitável

Meu Filho

A Eterna Juventude

Flores rubras em Abril

Flores de Páscoa

Deixa-me Voar ...

De novo as flores

Mãe

As Fadas

Poesia Eterna

Primavera

Quanto, quanto me queres?

Sem Título

Ilustração de um dia

Pequenas coisas

Diz-me espelho meu...

O Amor

Os chapéus de chuva de Cl...

Saber viver

Nenúfares

A minha Mãe

Feliz Ano Novo

É Um Sol de Inverno

O Natal e a Caixinha de M...

Ó Poesia sonhei que fosse...

E por vezes ...

Lisboa: Janela aberta par...

Tempos difíceis

Vinicius

Coisas Simples

Vegetal e Só

Amália Eterna

Vivências Passadas

Julho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Julho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


Quem visito e me visita

mais comentados

33 comentários
27 comentários
24 comentários
23 comentários
22 comentários
21 comentários
21 comentários
19 comentários
18 comentários
18 comentários
17 comentários
17 comentários
17 comentários

últ. comentários

Eu quase choro com esse texto, é muito emocional. ...
http://relatodeumaborto.webnode.com/ Minha Histori...
Oi GENTE MEU NOME E ROSE TENHO 13 EU SO...
Chocante
oi meu nome é joice e eu to grávida ...
eu sou totalmente contra o aborto... eu tenho 15 a...
Acho o seguinte: todos cometemos erros! Com certez...
tb naum axo certo o aborto...matarem seu proprio f...
Isso e uma falta de ética. Pq... Q na hr q ...
Olá, Tenho 18 anos , minha namorada é mais nova do...
As nuvens passam, as amaçadores também. Desejo que...
JoãoDesistir nunca! Apenas deixei de escrever, mas...
Todos temos dores, sofremos. [Error: Irreparable i...
Aborto uma das piores coisas da vida,um ser apagan...
ESte blog é muito simpatico, Gostei,Miguel

tags

25 de abril(5)

abril(9)

adeus(9)

alegria(5)

amigos(30)

amizade(14)

amor(137)

aniversário(9)

ano novo(3)

arte(7)

ausência(17)

azuis(9)

beleza(7)

blog(41)

blogue(5)

café(3)

casa das flores(3)

cecilia meireles(6)

cinema(4)

cinza(3)

citação(29)

coisas simples(4)

consciência(3)

cores(3)

dança(16)

david mourão ferreira(7)

descoberta(3)

desejos(7)

desencontro(4)

dia do livro(3)

dor(4)

encontro(4)

enganos(5)

escolhas(4)

escrita(3)

espectaculo(3)

eu(12)

eugénio de andrade(5)

fado(4)

férias(5)

fernando pessoa(3)

filho(15)

fim(4)

florbela espanca(5)

flores(17)

fotografia(13)

fotos(11)

fotos minhas(4)

ilusão(3)

inquietação(3)

joaquim sustelo(4)

josé l. santos(3)

lágrimas(3)

liberdade(13)

lisboa(10)

livros(8)

lua(6)

luz(4)

mãe(7)

manhãs(4)

mar(19)

margarida(4)

maria teresa horta(4)

máscaras(5)

memória(18)

miguel torga(7)

morte(6)

mulher(9)

música(19)

natal(8)

noite(19)

olhos(4)

pai(4)

paixão(16)

páscoa(4)

paz(9)

pintura(13)

poema(117)

poemas de amor(8)

poesia(85)

portugal(5)

primavera(6)

rugby(6)

saudade(24)

silêncio(15)

sol(5)

solidão(19)

sonho(9)

sonhos(4)

sophia m breyner(18)

tango(5)

tempo(14)

trabalho(5)

triste(4)

tristeza(15)

tu(4)

veneza(4)

vida(225)

video(17)

zeca afonso(4)

todas as tags

Pesquisa

 

Favoritos

Vivências

1º Aniversário

As nossas almas

Encontro Mágico

Estrela do Mar II

A Carícia do Sol

Parabéns Filho

A Teia

Dia do Livro

O Crepúsculo

subscrever feeds