Segunda-feira, 9 de Julho de 2007

O peso das coisas inevitáveis

 

.

 

"Escrevemos porque ninguém nos ouve"

.
 Georges Perros

.

Hoje a minha "caixa" pesa-me muito.

E por muito que eu grite, ninguém me entende. 

E por muito que eu escreva, é uma escrita branca que ninguém pode ler.

Nem mesmo eu! 

.

neste momento estou: imprópria para consumo

escrevinhado por MT-Teresa às 07:36
link do post | comentar | favorito
partilhar
18 comentários:
De Visitante a 9 de Julho de 2007 às 08:22
Olá, minha Alf...azema Linda.

Em relação às ... "impropriedades para consumo"... que tens hoje, permito-me relembrar-te (pois penso que já tenhas lido...) aquelas palavras que são um forte grito de incentivo à minha amiga estrangeira Luckycat_Cool, e que penso podem aplicar-se a ti - salvaguardadas que sejam as circunstâncias, claro...!

Não as reproduzo (e tão pouco as traduzo... ), mas lê-as... mesmo que possas ficar ensurdecida pela força do grito.

... e agora, faz por teres uma boa Segunda Feira.

Beijinho
Visitante, o teu Sap...iente


De MT-Teresa a 9 de Julho de 2007 às 19:12
Olá Vi

São dias ( ou manhãs), mas às vezes certos acontecimentos fazem-nos abanar...e eu felizmente sou de reflexos rápidos.

Beijinho e obrigada

Teresa


De FELINO a 9 de Julho de 2007 às 09:05
Olá Linda
Ao gritares há sempre alguem que te ouve, tu não repara mas há um vulto ao teu lado pode ser selvagem e mesterioso mas está lá a teu lado, basta gritares.
Um beijo, sim só um! Mas especial.


De MT-Teresa a 9 de Julho de 2007 às 19:15
Felino

Obrigada pelo beijo especial. Gosto de mimos...rsss

Quanto aos vultos, prefiro "caras a descoberto"

Beijokas para ti e para a tua "gata sardenta"

Teresa


De a 9 de Julho de 2007 às 10:01
olá Teresa

"imprópria para consumo"?... talvez por ser segunda-feira! rsss com o decorrer do dia vai passando, não será necessári gritar para que te entendam!...
Bom dia e boa semana...
beijo


De MT-Teresa a 9 de Julho de 2007 às 19:17
Sabes?

Às vezes o silêncio é o melhor meio de comunicação, mas outras há, em que se impõe que façamos ouvir a nossa voz...mesmo que baixinho...

Boa semana tb para ti

Beijinho

Teresa


De JPatricio a 9 de Julho de 2007 às 10:49
Bom dia , Teresa.

Ouvi o teu grito matinal , e entendi a tua escrita "branca"...

Mas prefiro a "outra". Queres saber porquê ?

Porque ler o que escreves...é como participar numa "celebração" cujo significado está para além ou aquém das palavras...

Juro , que senti a falta da tua " escrita" , hoje...

Vou até , contar-te uma estória " :

...Às vezes agarro-me a uma palavra tua , como um náufrago , até a perder dentro ou fora de mim...ou a uma sonoridade dolorosa , a uma inflexão irónica...e isso basta-me para me sentir:


ABSURDAMENTE FELIZ !....

Beijo.







Mas , prefiro a "outra".

Queres saber porquê ?


Queria que soubesses , que "leio" , a tua escrita "branca"...porque ler o que tu escreves ...é como se participar numa celebração cujo significado
esteja além ou aquém das palavras...




De MT-Teresa a 9 de Julho de 2007 às 19:22
Olá J Patricio

Já deves ter percebido que ando pouco inspirada para escrita colorida...rsss

Permite-me um conselho:

Quando eu entrar de férias, não "naufragues" por falta da minha escrita ( branca ou não), porque quando eu regressar, quero ter-te aqui "inteirinho"

e

"Absurdamente feliz"

Um beijo

Teresa




De JPatricio a 9 de Julho de 2007 às 10:59
Voltei.

O lapso , o meu coméntário anterior contém frases repetidas. As minhas desculpas.


De MT-Teresa a 9 de Julho de 2007 às 19:24
Vou ainda pensar se te desculpo...rsss



De vicallacer a 9 de Julho de 2007 às 11:09

Venho aqui "lavrar" apenas o meu protesto, contra a frase que publicou imediatamente a seguir ao quadro!

e... digo mais:

- Morra o "Dantas" morra... pum!


Boa Semana
Bj
Vitor


De MT-Teresa a 9 de Julho de 2007 às 19:07
Caro Vitor

Conheço o manifesto Anti-Dantas do Almada Negreiros e atendendo a que o referiu em comentário no meu espaço, fui "refrescar" a memória, para assim melhor o poder "enquadrar" no contexto do post que o originou.

Sem pretender fazer juizos de valor, pareceu-me que os meus "escritos" , escrevinhados sem qualquer intenção de me pôr em "bicos de pés" (seja em que lugar fõr) lhe fazem recordar o dito Manifesto, e a ser assim, só me resta pedir-lhe humildemente perdão, por não conseguir estar à altura das suas exigências literárias.

As palavras são armas...e quando se escrevem ainda o são mais.



Teresa

PS: Permita-me uma pequena correcção:

Não é PUM!...mas sim PIM!

ou..."PIM, PAM, PUM"


De vicallacer a 9 de Julho de 2007 às 19:47

Oh Teresa!

Desculpe... mas estou desolado, com o seu comentário!

A culpa é minha que não tinha o direito de ter sido brejeiro no meu comentário.

Fica provado que já não tenho o condão... sequer para a fazer rir!

O Dantas e o pimpampum (que sou eu com certeza) só entraram por ter aplicado a palavra protesto.

Olhe Teresa, perdoe-me se puder. A ideia, juro-lhe não era essa e eu nunca lhe faria um comentário que merecesse uma resposta assim.
Peço-lhe o especial favor de me desculpar se sentiu que não fui correcto.

Vitor


De Gil a 9 de Julho de 2007 às 23:44
Nesta altura do dia, em que garatujo estas linhas, de certeza que já te passou o "mau feitio" do acordar de segunda feira de manhã, rsrsrsrsrsr.(és tu e mais não sei quantos milhões de pessoas).
Depois poderia dizer mais qualquer coisa, mas... depois de ler os comentários e comentários...Penso eu de que...Apenas devo dizer :
-Morra as Segunda feiras de manhã, se tiver que ir trabalhar PIM! (eheheheheh Não resisti).
Um Bj
PS. Vá lá desta vez não chamei a minha AMiga, para cantar..
Gil


De vicallacer a 10 de Julho de 2007 às 01:20

Não consigo parar de ler a sua resposta, aqui!

Depois de tudo o que escrevi, de tudo o que leu, é possível que a Teresa interpretasse no meu comentário, mais do que eu lá escrevi?

Espero e desejo, que nunca seja vítima de uma avaliação tão injusta... como esta que me concedeu.

Não mereço... mesmo, Teresa.

Vitor



De MT-Teresa a 10 de Julho de 2007 às 14:20
Vitor

Não tive a intenção de o magoar e muito menos de o julgar/avaliar, mas talvez tenha sido um pouco dura na forma de me expressar, mas sabe muitas vezes as coisas não são o que parecem e o que se escreve muitas vezes pode ser mal interpretado.

Acredito que foi este o caso ( tanto da minha parte como da sua)

Aceite as minhas desculpas se o interpretei mal e pomos uma pedra no assunto se concordar

Não se "apague," por causa deste mal entendido, caso tenha sido essa a razão principal.

Afinal..todos somos um pouco "agri-doces"

Um beijo
Teresa



De vicallacer a 10 de Julho de 2007 às 16:17

Não está em causa as desculpas, Teresa! Estão aceites as suas e espero que as minhas tb!

A Questão é que qd disse que lavrava o protesto, é porque, aquilo que diariamente leio de e para os seus amigos e visitantes no seu "Magnífico Blogue" e que reflectem cerca de 18.000 visitas, não está certo com o que afirmou por baixo do quadro!

Quiz apenas animá-la... só isso!

Quanto ao... Morra o Dantas, morra, (Pum) que afinal é PIM, é uma frase corrente aqui no meu círculo de amigos, tanto que quando editei o "Post" "Memória de mim, era essa mesmíssima frase que estava como 2º título!

Aqui entre nós o que isso quer dizer, é :
- não ligues a isso
- marimba-te nisso
- ponto final na questão
- deixo o gajo em paz
- enfim, diversos, mas lamento ter aplicado a frase.

O que nunca tive com a Teresa, ou qualquer outro utilizador da "net", como com as pessoas em geral, com quem convivo, nunca por nunca ser usei qq estratagema de 2ªs, 3ªs intenções.

A Teresa continua a dizer que o que escrevi, podia ser mal interpretado! Mas para quem? Então não fui a vítima da má interpretação? EU ? Logo EU, Teresa?

Sou rigoroso nos esclarecimentos, sim, desde que envolvam a lealdade, a integridade, a boa fé, a verticalidade da vontade, o Bom Nome Pessoal e o de Família, a verdade e a Justiça.

Escrevi para si, 48 poemas, sete dos quais, não chegaram a ser publicados. Muito mais disse de mim, em todos os comentários por onde passei...!

Isso não chegou, para naquele momento em que me respondeu, me ter concedido o benefício da dúvida, e ter me pedido esclarecimentos de forma directa, cara a cara, olhos nos olhos?

Não são desculpas nem circunstâncias, que me afectam...

A minha indignação é percebi a diferença entre os poetas e os tais fingidores. Pois bem... eu não sou uma coisa nem, outra:

- Eu sou é parvo, que para si tanto faz mas para mim... é pior!

Várias vezes lhe disse a (medo) que a adorava! e é verdade! Por isso aqui estou eu todo "escarrampanchado" ! Estou sim, mas com sentimentos leais, porque na minha vida e na minha família... nada tenho para esconder.

Obrigado por tudo e por me ter proporcionado este esclarecimento.

Após tomar conhecimento do que escrevi, pode apagar o comentário pois compreendo-o perfeitamente.

Grato

Vitor


De Gaivota a 10 de Julho de 2007 às 08:36
vim espreitar-te....
Está animado isto!!!
estou melhorando...não resisti a deixar o meu comentário a esta troca de galhardetes.....Sorri, e foi bom,já não me lembrava bem como se fazia....
Beijo
Gaivota


comentar

Bem Vindos



" As ondas quebravam uma a uma. Eu estava só com a areia e com a espuma. Do mar que cantava só para mim

Sophia de Mello Breyner



Esta sou eu

segue-me

. 51 seguidores




Created by Crazyprofile.com


myspace layouts, myspace codes, glitter graphics



RESPEITE OS DIREITOS DE AUTOR

Page copy protected against web site content infringement by Copyscape





Click for Lisbon, Portugal Forecast

Vivências Recentes

Despedida

Se eu pudesse...Mãe!

Maio

Dia Mundial da Dança

A Realização de um sonho

Os Livros e o 25 de Abril

Dia da Terra

Ilusão

Inevitável

Meu Filho

A Eterna Juventude

Flores rubras em Abril

Flores de Páscoa

Deixa-me Voar ...

De novo as flores

Mãe

As Fadas

Poesia Eterna

Primavera

Quanto, quanto me queres?

Sem Título

Ilustração de um dia

Pequenas coisas

Diz-me espelho meu...

O Amor

Os chapéus de chuva de Cl...

Saber viver

Nenúfares

A minha Mãe

Feliz Ano Novo

É Um Sol de Inverno

O Natal e a Caixinha de M...

Ó Poesia sonhei que fosse...

E por vezes ...

Lisboa: Janela aberta par...

Tempos difíceis

Vinicius

Coisas Simples

Vegetal e Só

Amália Eterna

Vivências Passadas

Julho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

CURRENT MOON

Julho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


online
Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!

Quem visito e me visita


Created by Crazyprofile.com

mais comentados

33 comentários
27 comentários
24 comentários
23 comentários
22 comentários
21 comentários
21 comentários
19 comentários
18 comentários
18 comentários
17 comentários
17 comentários
17 comentários

últ. comentários

Eu quase choro com esse texto, é muito emocional. ...
http://relatodeumaborto.webnode.com/ Minha Histori...
Oi GENTE MEU NOME E ROSE TENHO 13 EU SO...
Chocante
oi meu nome é joice e eu to grávida ...
eu sou totalmente contra o aborto... eu tenho 15 a...
Acho o seguinte: todos cometemos erros! Com certez...
tb naum axo certo o aborto...matarem seu proprio f...
Isso e uma falta de ética. Pq... Q na hr q ...
Olá, Tenho 18 anos , minha namorada é mais nova do...
As nuvens passam, as amaçadores também. Desejo que...
JoãoDesistir nunca! Apenas deixei de escrever, mas...
Todos temos dores, sofremos. [Error: Irreparable i...
Aborto uma das piores coisas da vida,um ser apagan...
ESte blog é muito simpatico, Gostei,Miguel

tags

25 de abril(5)

abril(9)

adeus(9)

alegria(5)

amigos(30)

amizade(14)

amor(137)

aniversário(9)

ano novo(3)

arte(7)

ausência(17)

azuis(9)

beleza(7)

blog(41)

blogue(5)

café(3)

casa das flores(3)

cecilia meireles(6)

cinema(4)

cinza(3)

citação(29)

coisas simples(4)

consciência(3)

cores(3)

dança(16)

david mourão ferreira(7)

descoberta(3)

desejos(7)

desencontro(4)

dia do livro(3)

dor(4)

encontro(4)

enganos(5)

escolhas(4)

escrita(3)

espectaculo(3)

eu(12)

eugénio de andrade(5)

fado(4)

férias(5)

fernando pessoa(3)

filho(15)

fim(4)

florbela espanca(5)

flores(17)

fotografia(13)

fotos(11)

fotos minhas(4)

ilusão(3)

inquietação(3)

joaquim sustelo(4)

josé l. santos(3)

lágrimas(3)

liberdade(13)

lisboa(10)

livros(8)

lua(6)

luz(4)

mãe(7)

manhãs(4)

mar(19)

margarida(4)

maria teresa horta(4)

máscaras(5)

memória(18)

miguel torga(7)

morte(6)

mulher(9)

música(19)

natal(8)

noite(19)

olhos(4)

pai(4)

paixão(16)

páscoa(4)

paz(9)

pintura(13)

poema(117)

poemas de amor(8)

poesia(85)

portugal(5)

primavera(6)

rugby(6)

saudade(24)

silêncio(15)

sol(5)

solidão(19)

sonho(9)

sonhos(4)

sophia m breyner(18)

tango(5)

tempo(14)

trabalho(5)

triste(4)

tristeza(15)

tu(4)

veneza(4)

vida(225)

video(17)

zeca afonso(4)

todas as tags

Pesquisa

 

Favoritos

Vivências

1º Aniversário

As nossas almas

Encontro Mágico

Estrela do Mar II

A Carícia do Sol

Parabéns Filho

A Teia

Dia do Livro

O Crepúsculo

subscrever feeds