Quinta-feira, 23 de Novembro de 2006

Silêncio, Paz ou Solidão?

 "Noite Estrelada" de Van Gogh


Chegou do emprego cansada. Era o final de uma semana de trabalho extenuante e pensou para si própria que apesar da fadiga iria ler todos os e-mails que ainda não tinha lido, abrir todas as cartas que se foram amontoando ao longo da semana, ver televisão ou simplesmente não fazer nada e ir dormir cedo.

Por volta das dez horas da noite, já estava a semicerrar os olhos e sentiu vontade de se deitar e de ler um pouco até adormecer. Aquele livro pousado na sua mesa-de-cabeceira há cerca de dois meses já a incomodava. Até era interessante, caso contrário já o teria posto de parte, mas nos últimos tempos só conseguia ler duas ou três páginas por noite.

Ao abrir um e-mail que um amigo lhe enviara, reparou num link de um site de música. Não resistindo ao apelo implícito, abriu o site e começou a ouvir...Com um sorriso pensou que este seu amigo de longa data sempre tivera bom gosto e a conhecia bem.

Deliciada, não mais sentiu o sono e o cansaço e enquanto a música soava, pegou numa caneta, em várias folhas brancas e começou a escrever.

À medida que a noite avançava, uma sensação de paz e de conforto, tomava conta dela, como há muito não acontecia. De tempos a tempos, parava, fechava os olhos e languidamente deixava que a música a invadisse, transportando-a para mundos de sonhos e fantasia, de amor e sensualidade.

Pensava nele, mas estranhamente não se sentia triste.
Pensava em todas as pessoas que tinham feito parte da sua vida.
Teve saudades dos amigos que não abraçava havia tempo, dos que já tinham partido prematuramente, dos amores que tivera, nas oportunidades não aproveitadas.

Sentia que grande parte da sua vida já tinha passado, no entanto isso não a entristeceu, antes fez com que ela entendesse, naquela noite de primavera e de repentina insónia, que queria continuar a viver intensamente todos os momentos, como aquele em que sozinha e em silêncio apenas lhe chegavam baixinho os sons da música.

Teresa E.

29/04/05


escrevinhado por MT-Teresa às 22:27
link do post | comentar | favorito
partilhar
1 comentário:
De Anónimo a 24 de Novembro de 2006 às 00:49
NÃO SÃO PROMESSAS NEM COMPROMISSOS...

São os sons da música como são as lembranças boas que nos acompanham nos momentos de cortante solidão...

É dessa solidão comprometida de que te tenho falado...é a pior das solidões...por isso os momentos de verdadeiro prazer são únicos e indesperdiçáveis...

redescobrias-me o destino...se fosses lua, água ou chama e depois... quando pela 1ª vez nos tocássemos, eu virava sapo e tu a maravilhosa princesinha...

nada me daria mais prazer do que ser o veículo da tua felicidade...

Agora... "O aprendiz de sol"


comentar


Esta sou eu

segue-me

. 52 seguidores

Vivências Recentes

Despedida

Se eu pudesse...Mãe!

Maio

Dia Mundial da Dança

A Realização de um sonho

Os Livros e o 25 de Abril

Dia da Terra

Ilusão

Inevitável

Meu Filho

A Eterna Juventude

Flores rubras em Abril

Flores de Páscoa

Deixa-me Voar ...

De novo as flores

Mãe

As Fadas

Poesia Eterna

Primavera

Quanto, quanto me queres?

Sem Título

Ilustração de um dia

Pequenas coisas

Diz-me espelho meu...

O Amor

Os chapéus de chuva de Cl...

Saber viver

Nenúfares

A minha Mãe

Feliz Ano Novo

É Um Sol de Inverno

O Natal e a Caixinha de M...

Ó Poesia sonhei que fosse...

E por vezes ...

Lisboa: Janela aberta par...

Tempos difíceis

Vinicius

Coisas Simples

Vegetal e Só

Amália Eterna

Vivências Passadas

Julho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Julho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


Quem visito e me visita

mais comentados

33 comentários
27 comentários
24 comentários
23 comentários
22 comentários
21 comentários
21 comentários
19 comentários
18 comentários
18 comentários
17 comentários
17 comentários
17 comentários

últ. comentários

Eu quase choro com esse texto, é muito emocional. ...
http://relatodeumaborto.webnode.com/ Minha Histori...
Oi GENTE MEU NOME E ROSE TENHO 13 EU SO...
Chocante
oi meu nome é joice e eu to grávida ...
eu sou totalmente contra o aborto... eu tenho 15 a...
Acho o seguinte: todos cometemos erros! Com certez...
tb naum axo certo o aborto...matarem seu proprio f...
Isso e uma falta de ética. Pq... Q na hr q ...
Olá, Tenho 18 anos , minha namorada é mais nova do...
As nuvens passam, as amaçadores também. Desejo que...
JoãoDesistir nunca! Apenas deixei de escrever, mas...
Todos temos dores, sofremos. [Error: Irreparable i...
Aborto uma das piores coisas da vida,um ser apagan...
ESte blog é muito simpatico, Gostei,Miguel

tags

25 de abril(5)

abril(9)

adeus(9)

alegria(5)

amigos(30)

amizade(14)

amor(137)

aniversário(9)

ano novo(3)

arte(7)

ausência(17)

azuis(9)

beleza(7)

blog(41)

blogue(5)

café(3)

casa das flores(3)

cecilia meireles(6)

cinema(4)

cinza(3)

citação(29)

coisas simples(4)

consciência(3)

cores(3)

dança(16)

david mourão ferreira(7)

descoberta(3)

desejos(7)

desencontro(4)

dia do livro(3)

dor(4)

encontro(4)

enganos(5)

escolhas(4)

escrita(3)

espectaculo(3)

eu(12)

eugénio de andrade(5)

fado(4)

férias(5)

fernando pessoa(3)

filho(15)

fim(4)

florbela espanca(5)

flores(17)

fotografia(13)

fotos(11)

fotos minhas(4)

ilusão(3)

inquietação(3)

joaquim sustelo(4)

josé l. santos(3)

lágrimas(3)

liberdade(13)

lisboa(10)

livros(8)

lua(6)

luz(4)

mãe(7)

manhãs(4)

mar(19)

margarida(4)

maria teresa horta(4)

máscaras(5)

memória(18)

miguel torga(7)

morte(6)

mulher(9)

música(19)

natal(8)

noite(19)

olhos(4)

pai(4)

paixão(16)

páscoa(4)

paz(9)

pintura(13)

poema(117)

poemas de amor(8)

poesia(85)

portugal(5)

primavera(6)

rugby(6)

saudade(24)

silêncio(15)

sol(5)

solidão(19)

sonho(9)

sonhos(4)

sophia m breyner(18)

tango(5)

tempo(14)

trabalho(5)

triste(4)

tristeza(15)

tu(4)

veneza(4)

vida(225)

video(17)

zeca afonso(4)

todas as tags

Pesquisa

 

Favoritos

Vivências

1º Aniversário

As nossas almas

Encontro Mágico

Estrela do Mar II

A Carícia do Sol

Parabéns Filho

A Teia

Dia do Livro

O Crepúsculo

subscrever feeds