Quinta-feira, 24 de Maio de 2007

Perguntei por ti ao Vento

 

Foto de Gregória Correia

.

.

"Conversas com o vento"

Perguntei por ti, ao vento...

I

perguntei por ti, ao vento
confiante no seu saber
certo de que saberia ler
a magia do momento

agitou-se a rama do pinheiro
como linguagem gestual
o som forte no pinhal
disse franco, que primeiro

diria eu, porque razão
lhe fazia esta interrogação
tão vaga e desconcertante

ao que respondi, prontamente:
é esta paixão certamente
que reclama o amor distante...


e o vento reflectindo...foi dizendo:

II

o que te digo é complexo
é total e absorvente
de dia é luz, é reflexo
força motriz, roda persistente

é sorriso afável, é ternura
prazer ilimitado, é visão
é fraternidade e candura,
é lírio, amor-perfeito, paixão

à noite, é lua cheia
constelação piramidal
orion ou cassiopeia,
verso, poema fundamental

perguntaste-me por ela... e eu digo:

é no tempo, o minuto
no horizonte, linha mestra
na árvore, o prório fruto
na palavra, a palestra

é água de um rio secreto
fogueira de uma ilusão
tesouro em cofre aberto
sonho do sonho, é paixão

mística mistura de amor
infinito exponencial
obra-prima, átomo gerador
da verdade existencial

perguntei por ti, ao vento...
e o vento disse:


III

É a heroína de muitas lutas que ganha aos maus, na última página do livro da vida.

Escreve por norma, palavras brancas, cujo significado são nomes de flores inventados, sob a forma de coração, que umas vezes se confundem com guitarras, outras, com beijos rubros e incandescentes.

Respira perfumes desconhecidos, oriundos das ondas do mar, que em noites de lua cheia a transmutam, ora em caravela, ora em gaivota branca e que assim lhe permitem obter visões celestiais, das sete partes do mundo, que depois, em mansas marés ou à janela da casa das flores, resume em poemas afrodisíacos.

Alimenta a alma com as cores virgens da natureza, o que faz dela o "fantasma bom", das consciências obscuras e sempre, mas sempre, juiz supremo do inconformismo.

Chora e ri como os humanos, mas é mais do que isso, perpetua-se na memória dos humildes e inocentes, apenas pelo som do seu sorriso e pelo calor que emana do seu olhar.

Tem no gesto a íntima e fina condição de mulher, por isso Virgem nos sonhos, com que diáriamente se reconstrói, sempre mais bela, no modo e na permanência.

É o verdadeiro "amor-perfeito".


Tu... sombra...
só aprendeste a amar, o amor que os homens sabem fazer...

o imperfeito!

.

Autor: Victor

          José L Santos (pseudónimo)

          (sombra)

........

 

 

Tenho um amigo desconhecido, que tem deixado ao longo de muitos meses, verdadeiras pérolas, escondidas em conchas/comentários e que eu de tempos a tempos, dou a conhecer a quem me visita. Todos os que aqui o têm lido, já manifestaram a profunda admiração por tudo aquilo que escreve, quer em forma de poesia, quer em prosa.

É conhecido aqui, como Sombra, mas já utilizou vários outros nomes, nomeadamente no ínicio do Vivências.

O pseudónimo Jose L Santos, foi escolhido por ele, quando o desafiei a escolher um nome, para assinar a sua Poesia.

.

Victor, será o seu nome verdadeiro.

.

Na blogosfera, tudo é possivel, até criaram-se pontes/laços entre pessoas que não se conhecem. 

.

Quero prestar mais uma vez, um tributo, à pessoa que está por detrás dos vários nomes e divulgar de novo a sua Poesia.

.

Envio-lhe amigo Victor, um abraço carinhoso, desejos de rápida recuperação e acredite:    - Todos sentimos a sua falta.

 

 

.

Quanto a mim...continuo a perguntar por si...ao vento!

.

Bj

Teresa

.

 


neste momento estou: saudosa

escrevinhado por MT-Teresa às 22:04
link do post | comentar | favorito
partilhar
13 comentários:
De carmemzita a 24 de Maio de 2007 às 23:23
Eu também pergunto ao vento
e demanhã à fresca aragem
se viu meu pensamento
perdido em sombra ou viagem...

Vi nos fortes vendavais
nos remoinhos da sorte
fui ao meio dos trigais
procurei árvores de porte

mas a sombra disfarçada
escondeu-se, em temporal
na sua concha fechada

Vai passar o vendaval
e virá então curada
a sorrir do hospital...

As melhoras! Sinto falta dos seus comentários...
Um abraço
CarmenZita


De Pedro Miguel a 25 de Maio de 2007 às 12:08
Não ha melhor conselheiro que o "nosso vento": a nossa alma...

Fica bem...

Beijinhos

P.S.: estas nomeada no meu blog com um Award. Visita o post "Awards ..."


De MT-Teresa a 26 de Maio de 2007 às 11:36
Bom dia Pedro

Folgo em ver que retomaste a tua escrita, é sempre bom ir visitar os teus "Sonhos, Margens e Horizontes"

Fiquei sensibilizada com a tua nomeação do Vivências, e feliz por saber que gostas das minhas "palavras" e que "pensas" com elas.

Obrigada

Um beijinho
Teresa


De vicallacer a 25 de Maio de 2007 às 15:24
Profundamente reconhecido e pensando ainda que não mereço uma "honra destas", venho aqui para agradecer a sua inestimável amizade e bem assim toda a disponibilidade evidenciada durante este período de doença.

Agradeço igualmente a todos os que através do "Vivências" manifestaram preocupação com o meu estado de saúde e bem assim, a todos os que se disponibilizaram para me acompanhar em todas as necessidades clínicas.

A todos o meu "Obrigado" e sentido abraço de amizade e admiração.

Beijos
Vitor


De MT-Teresa a 26 de Maio de 2007 às 11:39
Bom dia Vitor

Ainda bem que o meu "chamamento" teve eco.

Significa que está recuperado e que as "nuvens" se dissiparam finalmente.

Obrigada por continuar aqui...comigo e com todos os outros que o estimam.

Bj
Teresa


De vicallacer a 25 de Maio de 2007 às 15:38
Para a Teresa com um Beijo:

Encantamento



as regras deste encantamento
não podem ser resgatadas
são letras novas, inventadas
cativas no meu pensamento
com elas me torno ousado
disfarço-me de poeta e inventor
sou no palco da vida, um actor
já com rosto desfigurado
sim... é excessivo falar de amor
temo até, que seja paixão
é doce e terna esta confusão
que é sentir prazer, nesta dor
Oh!... insólita ambiguidade
único recurso sentimental
porque insiste em ser virtual
a razão... desta saudade?

07.05.25

Autoria de: Vitor (JLS)
Editado por: Ricardo.


De MT-Teresa a 27 de Maio de 2007 às 21:53
Obrigada Vitor por ainda se "encantar" por aqui.

Gostei muito do seu Encantamento

É com enorme prazer que volto a ler a sua Poesia.

Espero que a sua recuperação esteja a correr bem e que breve esteja em "pleno".

( já vi que criou um blogue ...só aguardo que o "componha" com o toque da sua pena)

Um beijo


De Anónimo a 25 de Maio de 2007 às 18:26
Comentário apagado.


De MT-Teresa a 27 de Maio de 2007 às 21:54
Olá Rui

O meu coração é de manteiga sim...rsss

Um beijinho e uma boa semana.







De bluelino a 25 de Maio de 2007 às 18:37
Miga ...bonito gesto de Amizade ,deixa-nos a todos com a certeza que dentro desse peito existe um grande Coração.
Um beijinho do migo Rui.


De mstvilardoparaiso a 25 de Maio de 2007 às 23:16
Olá M T!
tudo bem contigo?
espero bem que sim , desejo-te um bom fim de semana!
beijo de Manuel


De MT-Teresa a 27 de Maio de 2007 às 21:56
Olá Manuel

Por aqui...felizmente tudo vai bem.

Obrigada por ires passando.

Um beijinho



De Gaivota a 26 de Maio de 2007 às 22:12
Victor
Bem regressado ao nosso Convívio.
Sentimos a sua falta, como frequentador dos nossos espaços, e por o sabermos doente.
Melhore rápido e dê-nos o ar da sua poesia.

Gaivota


De vicallacer a 28 de Maio de 2007 às 12:02
É muito reconhecido que lhe envio um beijo com amizade.
Ainda tenho muita dificuldade em escrever (ainda só com a mão esq. ), mas agora, passado o susto a recuperação vai evoluindo, embora MUITO LENTAMENTE... !

Obrigado por tudo.
Bj
vitor



comentar

Bem Vindos



" As ondas quebravam uma a uma. Eu estava só com a areia e com a espuma. Do mar que cantava só para mim

Sophia de Mello Breyner



Esta sou eu

segue-me

. 51 seguidores

Vivências Recentes

Despedida

Se eu pudesse...Mãe!

Maio

Dia Mundial da Dança

A Realização de um sonho

Os Livros e o 25 de Abril

Dia da Terra

Ilusão

Inevitável

Meu Filho

A Eterna Juventude

Flores rubras em Abril

Flores de Páscoa

Deixa-me Voar ...

De novo as flores

Mãe

As Fadas

Poesia Eterna

Primavera

Quanto, quanto me queres?

Sem Título

Ilustração de um dia

Pequenas coisas

Diz-me espelho meu...

O Amor

Os chapéus de chuva de Cl...

Saber viver

Nenúfares

A minha Mãe

Feliz Ano Novo

É Um Sol de Inverno

O Natal e a Caixinha de M...

Ó Poesia sonhei que fosse...

E por vezes ...

Lisboa: Janela aberta par...

Tempos difíceis

Vinicius

Coisas Simples

Vegetal e Só

Amália Eterna

Vivências Passadas

Julho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Julho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


Quem visito e me visita


Created by Crazyprofile.com

mais comentados

33 comentários
27 comentários
24 comentários
23 comentários
22 comentários
21 comentários
21 comentários
19 comentários
18 comentários
18 comentários
17 comentários
17 comentários
17 comentários

últ. comentários

Eu quase choro com esse texto, é muito emocional. ...
http://relatodeumaborto.webnode.com/ Minha Histori...
Oi GENTE MEU NOME E ROSE TENHO 13 EU SO...
Chocante
oi meu nome é joice e eu to grávida ...
eu sou totalmente contra o aborto... eu tenho 15 a...
Acho o seguinte: todos cometemos erros! Com certez...
tb naum axo certo o aborto...matarem seu proprio f...
Isso e uma falta de ética. Pq... Q na hr q ...
Olá, Tenho 18 anos , minha namorada é mais nova do...
As nuvens passam, as amaçadores também. Desejo que...
JoãoDesistir nunca! Apenas deixei de escrever, mas...
Todos temos dores, sofremos. [Error: Irreparable i...
Aborto uma das piores coisas da vida,um ser apagan...
ESte blog é muito simpatico, Gostei,Miguel

tags

25 de abril(5)

abril(9)

adeus(9)

alegria(5)

amigos(30)

amizade(14)

amor(137)

aniversário(9)

ano novo(3)

arte(7)

ausência(17)

azuis(9)

beleza(7)

blog(41)

blogue(5)

café(3)

casa das flores(3)

cecilia meireles(6)

cinema(4)

cinza(3)

citação(29)

coisas simples(4)

consciência(3)

cores(3)

dança(16)

david mourão ferreira(7)

descoberta(3)

desejos(7)

desencontro(4)

dia do livro(3)

dor(4)

encontro(4)

enganos(5)

escolhas(4)

escrita(3)

espectaculo(3)

eu(12)

eugénio de andrade(5)

fado(4)

férias(5)

fernando pessoa(3)

filho(15)

fim(4)

florbela espanca(5)

flores(17)

fotografia(13)

fotos(11)

fotos minhas(4)

ilusão(3)

inquietação(3)

joaquim sustelo(4)

josé l. santos(3)

lágrimas(3)

liberdade(13)

lisboa(10)

livros(8)

lua(6)

luz(4)

mãe(7)

manhãs(4)

mar(19)

margarida(4)

maria teresa horta(4)

máscaras(5)

memória(18)

miguel torga(7)

morte(6)

mulher(9)

música(19)

natal(8)

noite(19)

olhos(4)

pai(4)

paixão(16)

páscoa(4)

paz(9)

pintura(13)

poema(117)

poemas de amor(8)

poesia(85)

portugal(5)

primavera(6)

rugby(6)

saudade(24)

silêncio(15)

sol(5)

solidão(19)

sonho(9)

sonhos(4)

sophia m breyner(18)

tango(5)

tempo(14)

trabalho(5)

triste(4)

tristeza(15)

tu(4)

veneza(4)

vida(225)

video(17)

zeca afonso(4)

todas as tags

Pesquisa

 

Favoritos

Vivências

1º Aniversário

As nossas almas

Encontro Mágico

Estrela do Mar II

A Carícia do Sol

Parabéns Filho

A Teia

Dia do Livro

O Crepúsculo

subscrever feeds