Quarta-feira, 21 de Março de 2007

Dueto da Primavera

.
Não sei...
se  um desejo,
se uma quimera...
um sopro suave
sussurrado
ou um beijo doce
de Primavera
me teria despertado...
 
Sei...
que alguma coisa
me acordou o desejo
(sepultado)
e o que foi
trouxe-me a cor
das noites claras
e nas entranhas,
o calor,
desenfreado
.
Teresa E

.

Talvez
fosse o desejo
ou a quimera
que da janela
numa vigia
estavam à espera...

... pra dar um beijo
ao despertares.

Talvez de algum amor
a melodia
ao teu ouvido
e com fulgor
ela chegasse...

Sons singulares
que já conheces...

E em tua face
deu-se um afago.

Em mudas preces
terás pedido
que o gesto mago
não mais se fosse...

E nas entranhas
houve um calor
que foi sentido
desenfreado
e estonteante...
mas tão... tão doce...

.

Joaquim Sustelo

.


escrevinhado por MT-Teresa às 07:28
link do post | comentar | favorito
partilhar
10 comentários:
De Flor.Ivaldo a 21 de Março de 2007 às 12:35
"Entre marido e mulher não metas a colher"...

Entre Teresa e Sustelo, não metas qualquer libelo...


Mas entre a flor bem cheirosa e a raiz assente na terra do vale... existe um caule...


Não liguem, eu hoje estou mesmo para disparatar...


Flor.Ivaldo


De MT-Teresa a 21 de Março de 2007 às 20:31
Não ligo mesmo, porque se ligasse apagava o comentário


De Anónimo a 22 de Março de 2007 às 13:40
"Conversas com o vento"

Perguntei por ti, ao vento...

I


perguntei por ti, ao vento
confiante no seu saber
certo de que saberia ler
a magia do momento

agitou-se a rama do pinheiro
como linguagem gestual
o som forte no pinhal
disse franco, que primeiro

diria eu, porque razão
lhe fazia esta interrogação
tão vaga e desconcertante

ao que respondi, prontamente:
é esta paixão certamente
que reclama o amor distante...


e o vento reflectindo...foi dizendo:


II


o que te digo é complexo
é total e absorvente
de dia é luz, é reflexo
força motriz, roda persistente

é sorriso afável, é ternura
prazer ilimitado, é visão
é fraternidade e candura,
é lírio, amor-perfeito, paixão

à noite, é lua cheia
constelação piramidal
orion ou cassiopeia,
verso, poema fundamental

perguntaste-me por ela... e eu digo:

é no tempo, o minuto
no horizonte, linha mestra
na árvore, o prório fruto
na palavra, a palestra

é água de um rio secreto
fogueira de uma ilusão
tesouro em cofre aberto
sonho do sonho, é paixão

mística mistura de amor
infinito exponencial
obra-prima, átomo gerador
da verdade existencial



perguntei por ti, ao vento...
e o vento disse:


III


É a heroína de muitas lutas que ganha aos maus, na última página do livro da vida.

Escreve por norma, palavras brancas, cujo significado são nomes de flores inventados, sob a forma de coração, que umas vezes se confundem com guitarras, outras, com beijos rubros e incandescentes.

Respira perfumes desconhecidos, oriundos das ondas do mar, que em noites de lua cheia a transmutam, ora em caravela, ora em gaivota branca e que assim lhe permitem obter visões celestiais, das sete partes do mundo, que depois, em mansas marés ou à janela da casa das flores, resume em poemas afrodisíacos.

Alimenta a alma com as cores virgens da natureza, o que faz dela o "fantasma bom", das consciências obscuras e sempre, mas sempre, juiz supremo do inconformismo.

Chora e ri como os humanos, mas é mais do que isso, perpetua-se na memória dos humildes e inocentes, apenas pelo som do seu sorriso e pelo calor que emana do seu olhar.

Tem no gesto a íntima e fina condição de mulher, por isso virgem nos sonhos, com que diáriamente se reconstrói, sempre mais bela, no modo e na permanência.

É o verdadeiro "amor-perfeito".


Tu... sombra...
só aprendeste a amar, o amor que os homens sabem fazer...

o imperfeito!




sombra
07.03.21




De MT-Teresa a 22 de Março de 2007 às 19:48
Li vezes sem conta esta maravilha que escreveu e se não se importar um dia destes vai merecer "1ª página" aqui no meu humilde canto, enriquecido com a sua "sombra" que me acompanha desde a 1ª hora.

Uma vez perguntou-me se eu existia...hoje é a minha vez de lhe perguntar o mesmo... e responder em simultâneo: Sim...existe mas tão escondido!

Não lhe vou agradecer porque sempre me repito

mas...

devolvo-lhe o vento sul (meu)

Bj

(espero que goste)


De Anónimo a 22 de Março de 2007 às 19:51
Rectificação:

ParteII
4º verso da 5ª quadra:

sonho do sonho, é missão.

obrigado

sombra


De MT-Teresa a 22 de Março de 2007 às 20:01
Olá sombra
Estou aqui e de repente a configuração do Blogue, aparce toda alterada...pode dizer-me se no seu PC tb está a acontecer o mesmo?

Agradeço-lhe a resposta caso esteja aí a ler

bj


De Anónimo a 22 de Março de 2007 às 20:15
tb aparece alterado no meu.

sombra


De MT-Teresa a 22 de Março de 2007 às 20:20
já está corrigido..fui eu sem querer

mas fiquei um pouco aflita...ter que refazer tudo..era obra...se calhar apagava-me ...

Obrigada por estar aqui...a responder-me

(não me trate por senhora....faz-me sentir mais velha..rsss)


De Anónimo a 22 de Março de 2007 às 20:22
tb estou muito emocionado.

uma primavera de bjs para si e obg por tudo!



sombra


De Lara a 22 de Março de 2007 às 21:04
Estou impressionada!
Este blog está fantástico!


comentar


Esta sou eu

segue-me

. 51 seguidores

Vivências Recentes

Despedida

Se eu pudesse...Mãe!

Maio

Dia Mundial da Dança

A Realização de um sonho

Os Livros e o 25 de Abril

Dia da Terra

Ilusão

Inevitável

Meu Filho

A Eterna Juventude

Flores rubras em Abril

Flores de Páscoa

Deixa-me Voar ...

De novo as flores

Mãe

As Fadas

Poesia Eterna

Primavera

Quanto, quanto me queres?

Sem Título

Ilustração de um dia

Pequenas coisas

Diz-me espelho meu...

O Amor

Os chapéus de chuva de Cl...

Saber viver

Nenúfares

A minha Mãe

Feliz Ano Novo

É Um Sol de Inverno

O Natal e a Caixinha de M...

Ó Poesia sonhei que fosse...

E por vezes ...

Lisboa: Janela aberta par...

Tempos difíceis

Vinicius

Coisas Simples

Vegetal e Só

Amália Eterna

Vivências Passadas

Julho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Julho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


Quem visito e me visita

mais comentados

33 comentários
27 comentários
24 comentários
23 comentários
22 comentários
21 comentários
21 comentários
19 comentários
18 comentários
18 comentários
17 comentários
17 comentários
17 comentários

últ. comentários

Eu quase choro com esse texto, é muito emocional. ...
http://relatodeumaborto.webnode.com/ Minha Histori...
Oi GENTE MEU NOME E ROSE TENHO 13 EU SO...
Chocante
oi meu nome é joice e eu to grávida ...
eu sou totalmente contra o aborto... eu tenho 15 a...
Acho o seguinte: todos cometemos erros! Com certez...
tb naum axo certo o aborto...matarem seu proprio f...
Isso e uma falta de ética. Pq... Q na hr q ...
Olá, Tenho 18 anos , minha namorada é mais nova do...
As nuvens passam, as amaçadores também. Desejo que...
JoãoDesistir nunca! Apenas deixei de escrever, mas...
Todos temos dores, sofremos. [Error: Irreparable i...
Aborto uma das piores coisas da vida,um ser apagan...
ESte blog é muito simpatico, Gostei,Miguel

tags

25 de abril(5)

abril(9)

adeus(9)

alegria(5)

amigos(30)

amizade(14)

amor(137)

aniversário(9)

ano novo(3)

arte(7)

ausência(17)

azuis(9)

beleza(7)

blog(41)

blogue(5)

café(3)

casa das flores(3)

cecilia meireles(6)

cinema(4)

cinza(3)

citação(29)

coisas simples(4)

consciência(3)

cores(3)

dança(16)

david mourão ferreira(7)

descoberta(3)

desejos(7)

desencontro(4)

dia do livro(3)

dor(4)

encontro(4)

enganos(5)

escolhas(4)

escrita(3)

espectaculo(3)

eu(12)

eugénio de andrade(5)

fado(4)

férias(5)

fernando pessoa(3)

filho(15)

fim(4)

florbela espanca(5)

flores(17)

fotografia(13)

fotos(11)

fotos minhas(4)

ilusão(3)

inquietação(3)

joaquim sustelo(4)

josé l. santos(3)

lágrimas(3)

liberdade(13)

lisboa(10)

livros(8)

lua(6)

luz(4)

mãe(7)

manhãs(4)

mar(19)

margarida(4)

maria teresa horta(4)

máscaras(5)

memória(18)

miguel torga(7)

morte(6)

mulher(9)

música(19)

natal(8)

noite(19)

olhos(4)

pai(4)

paixão(16)

páscoa(4)

paz(9)

pintura(13)

poema(117)

poemas de amor(8)

poesia(85)

portugal(5)

primavera(6)

rugby(6)

saudade(24)

silêncio(15)

sol(5)

solidão(19)

sonho(9)

sonhos(4)

sophia m breyner(18)

tango(5)

tempo(14)

trabalho(5)

triste(4)

tristeza(15)

tu(4)

veneza(4)

vida(225)

video(17)

zeca afonso(4)

todas as tags

Pesquisa

 

Favoritos

Vivências

1º Aniversário

As nossas almas

Encontro Mágico

Estrela do Mar II

A Carícia do Sol

Parabéns Filho

A Teia

Dia do Livro

O Crepúsculo

subscrever feeds