Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2006

Lisboa

 

Estou a ouvir a Amália...
Fecho os olhos e deixo-me envolver pelo som das guitarras e pela sua voz que me toca tão  profundamente que me sinto morrer por dentro.
É assim o fado desta Lisboa que é minha
São os cheiros perturbadores que desafiam os meus sentidos
O Tejo que me desencaminha 
Esta luz branca que me cega e me apaixona
As sombras que me seduzem, nas esquinas
A inquietação das partidas
Os desejos, feitos colinas de dor
 
Amália...tu és Lisboa
E Lisboa...sou eu!
.
T.E.
.
ao som de: Amália

escrevinhado por MT-Teresa às 21:34
link do post | comentar | favorito
partilhar
7 comentários:
De a 14 de Dezembro de 2006 às 22:01
Teresa

No tejo tanto cantado...

....E mesmo que esteja frio
E os barcos fiquem no rio ...
Parados sem navegar
Passa por mim no Rossio e
Deixa-me o teu olhar...

de João Villaret

bjo


De MT-Teresa a 15 de Dezembro de 2006 às 07:26
Um Alentejano...também ama Lisboa????

Obrigada Ze, pelo "João Villaret" e por vires aqui de vez em quando ler os "meus fados"
Bj e um Bom dia


De Anónimo a 14 de Dezembro de 2006 às 22:34

torna-se já irresistível...dizer-lhe:

adoro-a!

excelente...só mesmo Amália...



sombra


De MT-Teresa a 15 de Dezembro de 2006 às 07:43
Há um fado lindíssimo chamado "sombra" ( Teresa Salgueiro e António Chainho)

" Se a noite escura demora
...
pressinto quando me deito
a voz de alguém que hoje não vem
e mora em mim a toda a hora..."

À "sombra que me seduz, nas esquinas"...um Beijo
Volte sempre



De Henrique a 14 de Dezembro de 2006 às 22:59
Maria Teresa...

Acho que quiseste "provocar-me" para que eu te pusesse aqui um "escrito rimado" que fiz há pouco mais de um ano ...

Esse escrito foi feito numa...

MANHÃ DE DOMINGO, DEZEMBRO EM LISBOA

Saio para a rua vazia.
Sinto e aspiro o ar matinal
(pequenos laivos de maresia)
Desta Lisboa sem rival

Hoje apetece-me saborear,
Cheirar, ver, sentir
As ruas desta cidade pisar
As suas colinas subir

Meto pernas ao caminho
Percorrendo "Seca e Meca"
Consigo observar cada pessoa
Que gosta de acordar bem cedo
Deparo-me com um grupinho
Saído da discoteca
Nas igrejas os sinos repicam à toa
Passam carros ... raros.. como que a medo

Desço o Chiado
Resto do passado
Uma vez incendiado
Agora recuperado

Cruzo o Rossio
Mas que praça tão bela
Como é possível que durante dias a fio
Não se dê por ela?...

Subo ao Castelo.
No seu miradouro
... é o momento...
Que belo!
O sol brilha como ouro.
Aos meus pés tenho um monumento:
Lisboa...
A minha cidade
Que eu respiro
Com vontade.
O Tejo refulgente
sulcado por veleiros
Traz-me à memória
a História
feita por outros marinheiros.

Desço a colina devagar
Um velho fado vem-me à cabeça
(Alfama está a li perto),
Enquanto continuo a andar
Por esta Lisboa sem pressa
De mãos nos bolsos e sorriso aberto




De MT-Teresa a 15 de Dezembro de 2006 às 07:07
...
" Desço a colina devagar
Um velho fado vem-me à cabeça
(Alfama está a li perto),
Enquanto continuo a andar
Por esta Lisboa sem pressa
De mãos nos bolsos e sorriso aberto"

...

Bonito "fado" Henrique
Tal como eu, sei que amas Lisboa

Bjs


De Henrique a 16 de Dezembro de 2006 às 14:58
É a nossa cidade (sem aspas), Teresa

Está tudo dito, não é?...


comentar

Bem Vindos



" As ondas quebravam uma a uma. Eu estava só com a areia e com a espuma. Do mar que cantava só para mim

Sophia de Mello Breyner



Esta sou eu

segue-me

. 51 seguidores




Created by Crazyprofile.com


myspace layouts, myspace codes, glitter graphics



RESPEITE OS DIREITOS DE AUTOR

Page copy protected against web site content infringement by Copyscape





Click for Lisbon, Portugal Forecast

Vivências Recentes

Despedida

Se eu pudesse...Mãe!

Maio

Dia Mundial da Dança

A Realização de um sonho

Os Livros e o 25 de Abril

Dia da Terra

Ilusão

Inevitável

Meu Filho

A Eterna Juventude

Flores rubras em Abril

Flores de Páscoa

Deixa-me Voar ...

De novo as flores

Mãe

As Fadas

Poesia Eterna

Primavera

Quanto, quanto me queres?

Sem Título

Ilustração de um dia

Pequenas coisas

Diz-me espelho meu...

O Amor

Os chapéus de chuva de Cl...

Saber viver

Nenúfares

A minha Mãe

Feliz Ano Novo

É Um Sol de Inverno

O Natal e a Caixinha de M...

Ó Poesia sonhei que fosse...

E por vezes ...

Lisboa: Janela aberta par...

Tempos difíceis

Vinicius

Coisas Simples

Vegetal e Só

Amália Eterna

Vivências Passadas

Julho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

CURRENT MOON

Julho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


online
Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!

Quem visito e me visita


Created by Crazyprofile.com

mais comentados

33 comentários
27 comentários
24 comentários
23 comentários
22 comentários
21 comentários
21 comentários
19 comentários
18 comentários
18 comentários
17 comentários
17 comentários
17 comentários

últ. comentários

Eu quase choro com esse texto, é muito emocional. ...
http://relatodeumaborto.webnode.com/ Minha Histori...
Oi GENTE MEU NOME E ROSE TENHO 13 EU SO...
Chocante
oi meu nome é joice e eu to grávida ...
eu sou totalmente contra o aborto... eu tenho 15 a...
Acho o seguinte: todos cometemos erros! Com certez...
tb naum axo certo o aborto...matarem seu proprio f...
Isso e uma falta de ética. Pq... Q na hr q ...
Olá, Tenho 18 anos , minha namorada é mais nova do...
As nuvens passam, as amaçadores também. Desejo que...
JoãoDesistir nunca! Apenas deixei de escrever, mas...
Todos temos dores, sofremos. [Error: Irreparable i...
Aborto uma das piores coisas da vida,um ser apagan...
ESte blog é muito simpatico, Gostei,Miguel

tags

25 de abril(5)

abril(9)

adeus(9)

alegria(5)

amigos(30)

amizade(14)

amor(137)

aniversário(9)

ano novo(3)

arte(7)

ausência(17)

azuis(9)

beleza(7)

blog(41)

blogue(5)

café(3)

casa das flores(3)

cecilia meireles(6)

cinema(4)

cinza(3)

citação(29)

coisas simples(4)

consciência(3)

cores(3)

dança(16)

david mourão ferreira(7)

descoberta(3)

desejos(7)

desencontro(4)

dia do livro(3)

dor(4)

encontro(4)

enganos(5)

escolhas(4)

escrita(3)

espectaculo(3)

eu(12)

eugénio de andrade(5)

fado(4)

férias(5)

fernando pessoa(3)

filho(15)

fim(4)

florbela espanca(5)

flores(17)

fotografia(13)

fotos(11)

fotos minhas(4)

ilusão(3)

inquietação(3)

joaquim sustelo(4)

josé l. santos(3)

lágrimas(3)

liberdade(13)

lisboa(10)

livros(8)

lua(6)

luz(4)

mãe(7)

manhãs(4)

mar(19)

margarida(4)

maria teresa horta(4)

máscaras(5)

memória(18)

miguel torga(7)

morte(6)

mulher(9)

música(19)

natal(8)

noite(19)

olhos(4)

pai(4)

paixão(16)

páscoa(4)

paz(9)

pintura(13)

poema(117)

poemas de amor(8)

poesia(85)

portugal(5)

primavera(6)

rugby(6)

saudade(24)

silêncio(15)

sol(5)

solidão(19)

sonho(9)

sonhos(4)

sophia m breyner(18)

tango(5)

tempo(14)

trabalho(5)

triste(4)

tristeza(15)

tu(4)

veneza(4)

vida(225)

video(17)

zeca afonso(4)

todas as tags

Pesquisa

 

Favoritos

Vivências

1º Aniversário

As nossas almas

Encontro Mágico

Estrela do Mar II

A Carícia do Sol

Parabéns Filho

A Teia

Dia do Livro

O Crepúsculo

subscrever feeds