Quarta-feira, 30 de Janeiro de 2008

O meu "Campeão"

 

O meu agradecimento a todos os amigos e visitantes que me "acompanharam" de uma forma ou de outra, neste momento difícil.

 

O meu  "campeão"  venceu mais esta  "partida" que não estava no calendário de jogos. Está mais pesado (provisóriamente) porque agora transporta com ele uma placa e alguns parafusos, no entanto o seu sorriso e a sua determinação não foram afectados.

 

 A recuperação vai exigir alguns meses de sacrifício, tenacidade e paciência, mas ele tem um objectivo: 

   
 - Voltar a entrar em campo com a camisola do seu Benfica.

 

Repito o que escrevi há uns tempos atrás:

- Gosto de ter um blogue...e, gosto de todos vós, que me visitam, acompanham  e incentivam quase diáriamente.

 

Obrigada!

(deixo-vos o meu amor perfeito, que sem dúvida alguma tem o nome do meu filho)

 

 

 

 

neste momento estou: mais descansada

escrevinhado por MT-Teresa às 10:05
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
partilhar
Segunda-feira, 28 de Janeiro de 2008

O meu filho e o Rugby

 
 
"O portador da bola é um homem destinado ao sacrifício"

 G. Nicholls

......

 
Boa sorte filho. Desta vez, o jogo que vais disputar não é num campo verde, mas numa sala de operações.

 

Até já! 

 

 

neste momento estou: de coração apertado

escrevinhado por MT-Teresa às 07:21
link do post | comentar | ver comentários (11) | favorito
partilhar
Sábado, 26 de Janeiro de 2008

O Esplendor dos Lírios do Campo

 

Foto de MTeresaVivências

 
 
Hoje, vou ver se os meus lírios do campo já floriram.

Os lírios " não trabalham nem fiam..."  e no entanto crescem todos os anos por esta altura. Esplendorosamente belos.

 
Levo na bagagem outra flor do campo que se chama Margarida-Clara e o desejo de alegrar a alma.  

 
Bom fim de semana

 


neste momento estou: com vontade de me evadir

escrevinhado por MT-Teresa às 08:40
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
partilhar
Sexta-feira, 25 de Janeiro de 2008

Amar

(tela de Daniel Gasser)

 

 
... quem ama nunca sabe o que ama
nem sabe por que ama, nem o que é amar ...
amar é a eterna inocência,
e a única inocência não pensar...

 

Alberto Caeiro in "O meu olhar"

.....

 

Da minha fantasia nascem corpos de marfim
Corações presos a mim e paixões tresloucadas.
Mas são fantasmas azuis...
Esfumados como eu já fui
Perdidos na madrugada.
 
 
 

 

neste momento estou: a tentar...

escrevinhado por MT-Teresa às 07:43
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
partilhar
Terça-feira, 22 de Janeiro de 2008

A Verdade

 

Aquele que procura a verdade corre o risco de a encontrar

 

Isabel Allende

 
 

 

.....

 

Eu procuro, sem medos!

Só assim as máscaras se desprendem dos rostos...

 

 

neste momento estou: em paz
ao som de: Carnival Town (Norah Jones)

escrevinhado por MT-Teresa às 07:24
link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito
partilhar
Quinta-feira, 17 de Janeiro de 2008

Pergunto ao vento...

 
 

Desfilam por entre os meus dedos, contos de paixão, indiferentes.
E eu...pergunto ao vento:
- Porque será que o amor não é para sempre?
 
[ como nos livros ] 
 

escrevinhado por MT-Teresa às 22:32
link do post | comentar | ver comentários (23) | favorito
partilhar
Terça-feira, 15 de Janeiro de 2008

Os Véus do Esquecimento

 

 

 
Vesti-me hoje da cor dos teus olhos
e por momentos fiquei nua.
 
Os véus que  moldaram o meu rosto
ao teu
deslizam suavemente
pelo meu corpo.
 
Como um beijo...
 
E vem-me um esquecimento
um mar chão de ternura
uma fugaz melancolia
a revelar-me
 que nada mais resta
de nós
a não ser...os teus olhos d'água
onde,  louca, ainda mergulho
pr'a saciar a tristeza
de já não ser tua
 
 
MT_Teresa
(15/Jan/08)
 



neste momento estou: mais ou menos
ao som de: Linda Ronstadt( Oh! Baby Baby)

escrevinhado por MT-Teresa às 20:31
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
partilhar
Domingo, 13 de Janeiro de 2008

Mar de Prata

0001c05z

 

(foto: © MTeresaVivências)

 
No horizonte de prata recortam-se  falésias soturnas

E sombras dançam  nos confins da memória

Sobrevivendo [ainda] no fundo dos meus olhos.

 

O mar devolve-me o brilho de outrora

Prateado e transparente

E em azul renovado, alcanço os céus

Nas asas de uma gaivota

A rasgar as brumas do silêncio.

 

 

 

neste momento estou: liberta

escrevinhado por MT-Teresa às 09:24
link do post | comentar | ver comentários (14) | favorito
partilhar
Sábado, 12 de Janeiro de 2008

Por vezes escutava os girassóis

00018a22

 

(foto: © MteresaVivências)

 

Sonhava o esplendor. Eu era assim, vulnerável e sombria,
e a morte pousava inteira, no meu ombro.
No terror não havia ninguém que me abraçasse.

Pelos dias fortuitos, talvez as mãos de Deus, onde o silêncio
amainava, aguardando os dias lentos,
porque o tempo era frágil, insaciável e as esferas resplandeciam,
entre plantas mortiças, rodeadas de miasmas perniciosos.

Pelo espaço reduzido consultava Tratados sobre a Espiritualidade
e irremediavelmente, o vento soprava.
A lua recomeçava.

Pela primavera, chegavam os adivinhos.
Era preciso enfrentar o trabalho dos ventos e os domínios do éter,
na luz coberta de dióspiros, dizendo as coisas simples,
coroadas de fragrâncias, profundamente irreais.

Fruia as rosas, a música.
O éter soltava os seus cavalos macios, os seus ritmos langorosos
e a vida constituía-se, entre gaivotas em contraluz,
cabelos soltos, poemas impregnados de areia.

Por vezes, escutava os girassóis e as palavras alteradas
pelo lado dos abismos.
Tudo era incerto, na sua resolução imensa,
as aves eram intermináveis,
os aloendros vergavam-se, leves, carregados de silêncio.
As abelhas zuniam, pelos rios desvelados, a luz ardia

e o verão começava, confirmando a luz do sol. 

Maria do Sameiro Barroso, (in "Idades Sonâmbulas".)
 
.....
Este girassol nasceu das tuas mãos, Margarida.
Recebe-o como uma promessa de Verão a rasgar os cinzas que por  vezes descem sobre nós.
 
 
 
neste momento estou: a abraçar uma amiga
ao som de: Ala dos Namorados (Caçador de Sóis)

escrevinhado por MT-Teresa às 10:16
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
partilhar
Quinta-feira, 10 de Janeiro de 2008

Pássaros a Romper os Prantos

 Pintura de Isabel Nadal
 
 
Hoje tenho flores a nascer dos olhos
Pássaros a romper os prantos
Beijos a bordar o rosto
 
Ah! Maravilhosas claridades
A despontar da escuridão dos silêncios
Que me impuseram os deuses mascarados de homens
 
 
neste momento estou: a acordar

escrevinhado por MT-Teresa às 07:45
link do post | comentar | ver comentários (12) | favorito
partilhar
Quarta-feira, 9 de Janeiro de 2008

A recordar um dueto

 
Se eu soubesse
mascarar a solidão
com cálidos abandonos
e doces enleios
viajava pelo tempo
dos sorrisos
que me esperam
e dos corpos
que me desejam 

Se eu pudesse mascarar o sentimento
Guardasse numa caixa só pra mim,
Eu não viria aqui neste momento
Deitar mais uma flor no teu jardim
 
 
As máscaras
que me amordaçam
o amor, no peito,
arrancava
 
Se eu pudesse... ou posso mas nem tento?
Nunca diria o quanto gosto assim
De ler-te (e nas palavras me sustento
Pois entram-me na alma até ao fim...)
 
Dizer-te da vontade que cá mora
Que tenho de te ler pla vida fora
E até dizer-te mais... também podia
 
e o meu pranto
na tua boca quente
secava

Se eu pudesse... mas eu nem sequer quero!
Quero antes vir aqui, que é onde espero
Ver "escritos" com amor e com magia

Entregando-me, então,
ao teu amor (perfeito)
me revelava...
Inteira!
 
 
MT- Teresa (18Fev07

Joaquim Sustelo ( Fevereiro 07 - poema deixado num comentário)

 

 
neste momento estou: sem máscara

escrevinhado por MT-Teresa às 08:30
link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito
partilhar
Domingo, 6 de Janeiro de 2008

Reflexo

000030w1

"Reflexo" Foto de MTeresaVivências

 

Nada garante que tu existas

Não acredito que tu existas

Só necessito que tu existas

 
David Mourão Ferreira

.....
 
O meu rosto tem a primavera dos teus beijos.
E a minha alma fica transparente perante a tua existência.
Existirás, meu amor? 
Ou o que eu vejo é o reflexo do que anseio?
 

 

ao som de: Blue Bayou - Linda Ronstadt

escrevinhado por MT-Teresa às 21:54
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
partilhar
Sábado, 5 de Janeiro de 2008

Este Blogue é fumador

 

 

 

Declaro publicamente que sou fumadora e que não consigo parar de fumar.

Na noite de Natal, num jantar de 14 pessoas, estavam três fumadores e eu era um deles. Fumei menos porque de cada vez que me apetecia pegar num cigarro, tinha que ir para a varanda (felizmente havia uma varanda) e só por acaso não apanhei gripe, ao contrário de um dos outros que ficou de cama quatro dias.

Quando vou a casa do meu filho que nunca fumou e que viveu comigo até há pouco tempo, também sou obrigada a ir para a varanda.

No meu trabalho, há seis meses que fumo nas escadas interiores (eu e todos os outros) porque a Administração decidiu nessa altura, declarar o edifício verde (?) mas, desde 1 de Janeiro que tenho de vestir o casaco, apanhar o elevador, sair  e fumar na rua . Quem for apanhado a fumar lá dentro pode incorrer num processo disciplinar e, pior que isso,  foi  "instituída" a denúncia por escrito. Um dia destes ainda vou assistir à promoção dos não fumadores, por não perderem tempo a fumar e  não se ausentarem do local de trabalho.

Nos restaurantes, cafés e Centros Comerciais deixei de poder acender um cigarro após as refeições.

Quem é (ainda) fumador ou já foi, sabe do que falo.

Com esta nova Lei reduzi o consumo diário de nicotina. Só me faz bem, e reconheço que só assim vou fumar menos.

Do que não gosto é do estigma. Dos olhares acusadores. Do dedo apontado. Da discriminação. Da falta de liberdade. Da imposição. Da arrogância. Da denúncia. Da intolerância. Do preconceito.

Da ditadura dos que "correctamente" não fumam sobre os "fracos" que ainda o fazem.

Será que um dia destes vamos ser obrigados a usar ao peito, uma marca que nos diferencie dos outros? Tipo "estrela" ???

Quase me sinto a viver no "Gueto"....!!!

 

Peço desculpa aos não fumadores que me visitam por estarem a respirar o fumo provocado por este post .

 

Se me pedirem educadamente para apagar o cigarro eu respeitarei porque sou TOLERANTE.

 


 

 

 

 

neste momento estou: algo revoltada

escrevinhado por MT-Teresa às 13:05
link do post | comentar | ver comentários (17) | favorito
partilhar
Quarta-feira, 2 de Janeiro de 2008

A Valsa

 

 "La Valse" de Camille Cloudel

 

 

Sou uma delicada neblina
Na minha cama de lua branca
Escondo-me entre o linho e as penas
Onde só o meu corpo cabe
E toda a noite eu rodopio
Ofegante e cadenciada
A valsar  em salões de baile
Até me doer a madrugada
 
Escuta o som das águas cristalinas
Que te falam dos meus olhos
Desliza no chão rubro dos meus desejos
Por onde se me arrastam os passos
E vem, Amor, vem dançar comigo
Porque nos meus sonhos
Ah...! Meu Amor, nos meus sonhos
ainda estou perdida a valsar nos teus braços
 
MT-Teresa
 
ao som de: Leonard Cohen - Take this Waltz

escrevinhado por MT-Teresa às 20:52
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
partilhar

A Noite na Ilha

 

Dormi contigo a noite inteira junto do mar, na ilha.
Selvagem e doce eras entre o prazer e o sono,
entre o fogo e a água.
Talvez bem tarde nossos
sonos se uniram na altura e no fundo,
em cima como ramos que um mesmo vento move,
embaixo como raízes vermelhas que se tocam.
Talvez teu sono se separou do meu e pelo mar escuro
me procurava como antes, quando nem existias,
quando sem te enxergar naveguei a teu lado
e teus olhos buscavam o que agora - pão,
vinho, amor e cólera - te dou, cheias as mãos,
porque tu és a taça que só esperava
os dons da minha vida.
Dormi junto contigo a noite inteira,
enquanto a escura terra gira com vivos e com mortos,
de repente desperto e no meio da sombra meu braço
rodeava tua cintura.
Nem a noite nem o sonho puderam separar-nos.
Dormi contigo, amor, despertei, e tua boca
saída de teu sono me deu o sabor da terra,
de água-marinha, de algas, de tua íntima vida,
e recebi teu beijo molhado pela aurora
como se me chegasse do mar que nos rodeia. 
 
Pablo Neruda 

 


escrevinhado por MT-Teresa às 07:46
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
partilhar

Bem Vindos



" As ondas quebravam uma a uma. Eu estava só com a areia e com a espuma. Do mar que cantava só para mim

Sophia de Mello Breyner



Esta sou eu

segue-me

. 51 seguidores




Created by Crazyprofile.com


myspace layouts, myspace codes, glitter graphics



RESPEITE OS DIREITOS DE AUTOR

Page copy protected against web site content infringement by Copyscape





Click for Lisbon, Portugal Forecast

Vivências Recentes

Despedida

Se eu pudesse...Mãe!

Maio

Dia Mundial da Dança

A Realização de um sonho

Os Livros e o 25 de Abril

Dia da Terra

Ilusão

Inevitável

Meu Filho

A Eterna Juventude

Flores rubras em Abril

Flores de Páscoa

Deixa-me Voar ...

De novo as flores

Mãe

As Fadas

Poesia Eterna

Primavera

Quanto, quanto me queres?

Sem Título

Ilustração de um dia

Pequenas coisas

Diz-me espelho meu...

O Amor

Os chapéus de chuva de Cl...

Saber viver

Nenúfares

A minha Mãe

Feliz Ano Novo

É Um Sol de Inverno

O Natal e a Caixinha de M...

Ó Poesia sonhei que fosse...

E por vezes ...

Lisboa: Janela aberta par...

Tempos difíceis

Vinicius

Coisas Simples

Vegetal e Só

Amália Eterna

Vivências Passadas

Julho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

CURRENT MOON

Julho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


online
Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!

Quem visito e me visita


Created by Crazyprofile.com

mais comentados

33 comentários
27 comentários
24 comentários
23 comentários
22 comentários
21 comentários
21 comentários
19 comentários
18 comentários
18 comentários
17 comentários
17 comentários
17 comentários

últ. comentários

Eu quase choro com esse texto, é muito emocional. ...
http://relatodeumaborto.webnode.com/ Minha Histori...
Oi GENTE MEU NOME E ROSE TENHO 13 EU SO...
Chocante
oi meu nome é joice e eu to grávida ...
eu sou totalmente contra o aborto... eu tenho 15 a...
Acho o seguinte: todos cometemos erros! Com certez...
tb naum axo certo o aborto...matarem seu proprio f...
Isso e uma falta de ética. Pq... Q na hr q ...
Olá, Tenho 18 anos , minha namorada é mais nova do...
As nuvens passam, as amaçadores também. Desejo que...
JoãoDesistir nunca! Apenas deixei de escrever, mas...
Todos temos dores, sofremos. [Error: Irreparable i...
Aborto uma das piores coisas da vida,um ser apagan...
ESte blog é muito simpatico, Gostei,Miguel

tags

25 de abril(5)

abril(9)

adeus(9)

alegria(5)

amigos(30)

amizade(14)

amor(137)

aniversário(9)

ano novo(3)

arte(7)

ausência(17)

azuis(9)

beleza(7)

blog(41)

blogue(5)

café(3)

casa das flores(3)

cecilia meireles(6)

cinema(4)

cinza(3)

citação(29)

coisas simples(4)

consciência(3)

cores(3)

dança(16)

david mourão ferreira(7)

descoberta(3)

desejos(7)

desencontro(4)

dia do livro(3)

dor(4)

encontro(4)

enganos(5)

escolhas(4)

escrita(3)

espectaculo(3)

eu(12)

eugénio de andrade(5)

fado(4)

férias(5)

fernando pessoa(3)

filho(15)

fim(4)

florbela espanca(5)

flores(17)

fotografia(13)

fotos(11)

fotos minhas(4)

ilusão(3)

inquietação(3)

joaquim sustelo(4)

josé l. santos(3)

lágrimas(3)

liberdade(13)

lisboa(10)

livros(8)

lua(6)

luz(4)

mãe(7)

manhãs(4)

mar(19)

margarida(4)

maria teresa horta(4)

máscaras(5)

memória(18)

miguel torga(7)

morte(6)

mulher(9)

música(19)

natal(8)

noite(19)

olhos(4)

pai(4)

paixão(16)

páscoa(4)

paz(9)

pintura(13)

poema(117)

poemas de amor(8)

poesia(85)

portugal(5)

primavera(6)

rugby(6)

saudade(24)

silêncio(15)

sol(5)

solidão(19)

sonho(9)

sonhos(4)

sophia m breyner(18)

tango(5)

tempo(14)

trabalho(5)

triste(4)

tristeza(15)

tu(4)

veneza(4)

vida(225)

video(17)

zeca afonso(4)

todas as tags

Pesquisa

 

Favoritos

Vivências

1º Aniversário

As nossas almas

Encontro Mágico

Estrela do Mar II

A Carícia do Sol

Parabéns Filho

A Teia

Dia do Livro

O Crepúsculo

subscrever feeds