Quinta-feira, 31 de Maio de 2007

Ser Poeta

 Desconheço o autor

  

.

 

Ser poeta é ser mais alto, é ser maior
Do que os homens! Morder como quem beija!
É ser mendigo e dar como quem seja
Rei do Reino de Aquém e de Além Dor!

É ter de mil desejos o explendor
E não saber sequer que se deseja!
É ter cá dentro um astro que flameja,
É ter garras e asas de condor!

É ter fome, é ter sede de Infinito!
Por elmo, as manhãs de oiro e de cetim...
É condensar o mundo num só grito!

E é amar-te,  assim, perdidamente...
É seres alma e sangue e vida em mim
E dizê-lo cantando a toda a gente!

 

.Florbela Espanca

.
ao som de: Madredeus

escrevinhado por MT-Teresa às 22:53
link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito
partilhar
Terça-feira, 29 de Maio de 2007

A Música no Ouvido

 Foto: MT

.

Às vezes acordo com canções a tocar no ouvido.
Quando isso acontece passo o dia a cantar dentro de mim.
Hoje, a canção que me despertou, veio de longe
e levou-me a viajar pelo tempo perdido da minha infância.
 
Daqui a pouco...
quando entrar na minha caixa de vidro e cimento
vou imaginar que estou nas montanhas
e que corro livremente ao som dela.
.
.
neste momento estou: a cantar dentro de mim
ao som de: Julie Andrews -Edelweiss

escrevinhado por MT-Teresa às 06:54
link do post | comentar | ver comentários (15) | favorito
partilhar
Domingo, 27 de Maio de 2007

Os Sonhos

 

 .

"Se eu pudesse recomeçar a vida, procuraria fazer os meus sonhos ainda mais grandiosos, porque a vida é infinitamente mais bela e maior do que eu pensava, mesmo nos meus sonhos."

 

G. Bernanos

 

.


escrevinhado por MT-Teresa às 21:21
link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito
partilhar
Sábado, 26 de Maio de 2007

O Mar e o Café

 

.

 

Hoje, convido-vos a ir ver o mar.

Sentem-se num lugar tranquilo onde possam evadir-se e esquecer todos os "pesos" da vida a que não se consegue escapar.

Levem um livro, um jornal ou simplesmente um sorriso.

.

Deixem que o cheiro da maresia se misture como aroma do café.

.

Juntem-se a mim e tenham um bom fim de semana!

.

neste momento estou: cheia de maresia
ao som de: Cesária Évora
tags: , ,

escrevinhado por MT-Teresa às 11:14
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
partilhar
Quinta-feira, 24 de Maio de 2007

Perguntei por ti ao Vento

 

Foto de Gregória Correia

.

.

"Conversas com o vento"

Perguntei por ti, ao vento...

I

perguntei por ti, ao vento
confiante no seu saber
certo de que saberia ler
a magia do momento

agitou-se a rama do pinheiro
como linguagem gestual
o som forte no pinhal
disse franco, que primeiro

diria eu, porque razão
lhe fazia esta interrogação
tão vaga e desconcertante

ao que respondi, prontamente:
é esta paixão certamente
que reclama o amor distante...


e o vento reflectindo...foi dizendo:

II

o que te digo é complexo
é total e absorvente
de dia é luz, é reflexo
força motriz, roda persistente

é sorriso afável, é ternura
prazer ilimitado, é visão
é fraternidade e candura,
é lírio, amor-perfeito, paixão

à noite, é lua cheia
constelação piramidal
orion ou cassiopeia,
verso, poema fundamental

perguntaste-me por ela... e eu digo:

é no tempo, o minuto
no horizonte, linha mestra
na árvore, o prório fruto
na palavra, a palestra

é água de um rio secreto
fogueira de uma ilusão
tesouro em cofre aberto
sonho do sonho, é paixão

mística mistura de amor
infinito exponencial
obra-prima, átomo gerador
da verdade existencial

perguntei por ti, ao vento...
e o vento disse:


III

É a heroína de muitas lutas que ganha aos maus, na última página do livro da vida.

Escreve por norma, palavras brancas, cujo significado são nomes de flores inventados, sob a forma de coração, que umas vezes se confundem com guitarras, outras, com beijos rubros e incandescentes.

Respira perfumes desconhecidos, oriundos das ondas do mar, que em noites de lua cheia a transmutam, ora em caravela, ora em gaivota branca e que assim lhe permitem obter visões celestiais, das sete partes do mundo, que depois, em mansas marés ou à janela da casa das flores, resume em poemas afrodisíacos.

Alimenta a alma com as cores virgens da natureza, o que faz dela o "fantasma bom", das consciências obscuras e sempre, mas sempre, juiz supremo do inconformismo.

Chora e ri como os humanos, mas é mais do que isso, perpetua-se na memória dos humildes e inocentes, apenas pelo som do seu sorriso e pelo calor que emana do seu olhar.

Tem no gesto a íntima e fina condição de mulher, por isso Virgem nos sonhos, com que diáriamente se reconstrói, sempre mais bela, no modo e na permanência.

É o verdadeiro "amor-perfeito".


Tu... sombra...
só aprendeste a amar, o amor que os homens sabem fazer...

o imperfeito!

.

Autor: Victor

          José L Santos (pseudónimo)

          (sombra)

........

 

 

Tenho um amigo desconhecido, que tem deixado ao longo de muitos meses, verdadeiras pérolas, escondidas em conchas/comentários e que eu de tempos a tempos, dou a conhecer a quem me visita. Todos os que aqui o têm lido, já manifestaram a profunda admiração por tudo aquilo que escreve, quer em forma de poesia, quer em prosa.

É conhecido aqui, como Sombra, mas já utilizou vários outros nomes, nomeadamente no ínicio do Vivências.

O pseudónimo Jose L Santos, foi escolhido por ele, quando o desafiei a escolher um nome, para assinar a sua Poesia.

.

Victor, será o seu nome verdadeiro.

.

Na blogosfera, tudo é possivel, até criaram-se pontes/laços entre pessoas que não se conhecem. 

.

Quero prestar mais uma vez, um tributo, à pessoa que está por detrás dos vários nomes e divulgar de novo a sua Poesia.

.

Envio-lhe amigo Victor, um abraço carinhoso, desejos de rápida recuperação e acredite:    - Todos sentimos a sua falta.

 

 

.

Quanto a mim...continuo a perguntar por si...ao vento!

.

Bj

Teresa

.

 


neste momento estou: saudosa

escrevinhado por MT-Teresa às 22:04
link do post | comentar | ver comentários (13) | favorito
partilhar
Quarta-feira, 23 de Maio de 2007

O Balão dos Sonhos

 

 

.

 

Hoje, as lágrimas que o céu deitou, secaram!

E o dia amanheceu lindo, como que a dar as boas vindas aos caminhantes da vida que estão para chegar.

.

Embarquem sem constrangimentos no Balão dos Sonhos e deixem-se levar!

 

.

 

Bom Dia

 

.

neste momento estou: Entre o Céu e a Terra
tags: ,

escrevinhado por MT-Teresa às 07:23
link do post | comentar | ver comentários (13) | favorito
partilhar
Terça-feira, 22 de Maio de 2007

Lua Adversa

000c6gpr

Foto de J. G ( tirada do seu blogue Agregando)
.
.
Tenho fases, como a lua.
Fases de andar escondida,
fases de vir para a rua...
Perdição da minha vida!
Perdição da vida minha!
Tenho fases de ser tua,
tenho outras de ser sozinha.

Fases que vão e que vem,
no secreto calendário
que um astrólogo arbitrário
inventou para meu uso.

E roda a melancolia
seu interminável fuso!

Não me encontro com ninguém
(tenho fases, como a lua...)
No dia de alguém ser meu
não é dia de eu ser sua...
E, quando chega esse dia,
o outro desapareceu...
.
Cecilia Meireles
.
neste momento estou: a ver a Lua

escrevinhado por MT-Teresa às 22:44
link do post | comentar | ver comentários (12) | favorito
partilhar

As Papoilas

 Pintura de Nela Vicente

 

.

 

de papoilas vermelhas

entrelaçadas

nos cabelos

dançando

ao vento

nos teus dedos

.

seria o sol escaldante

brasa no teu campo

onde eu ardo 

nua

.

Teresa E

.

neste momento estou: florida

escrevinhado por MT-Teresa às 07:18
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
partilhar
Segunda-feira, 21 de Maio de 2007

Os Amantes

 Pintura de Nela Vicente

 

.

 

Quero o mar revolto e fundo
que há nos braços dos amantes
ilhas de inquietantes êxtases
acariciadas pela maresia
que se solta dos beijos
 
Como reter a neblina
que os esconde ao mundo
e à cobiça dos olhares infames
raiados de negro soturno
cavados em dunas de areia
estéreis e ávidas de sangue?
 
Nada escapa à voragem
dos deuses mascarados de homens
 
Mas...
 
Não olhar o amor
de frente
é recusar o paraíso
que o destino oferece
mesmo que o preço
se adivinhe
de amarga dor
.
Teresa E.
.
neste momento estou: a olhar de frente

escrevinhado por MT-Teresa às 20:02
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
partilhar
Domingo, 20 de Maio de 2007

O Canto do Rouxinol

 Pintura de Nela Vicente (Magia)

.

E o rouxinol canta na noite
os ecos verdejantes do paraíso
que tem o teu nome gravado
na porta dos meus risos
 
Amanhece em mim o fulgor
com que me dispo dos mantos
roxos e lisos da dor
.
e tu
.
envolves-me em véus de seda
onde me liberto dos sonhos
que já não quero
.
porque
aprendi com o rouxinol 
os cantares de esperança
com que a tua voz me encanta
e prende
em mágicas alegrias
.
Teresa E
.


escrevinhado por MT-Teresa às 21:30
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
partilhar

A Escuridão e a Claridade

 

.

A escuridão espreita-me a cada esquina das ruas por onde se escoa a minha vida. Apesar disso sei que o sol brilha e quando lhe sinto a luz, esqueço as sombras que de tempos a tempos chegam para me roubar os  risos que vou esbanjando, incauta e desafiadora. É uma luta de morte, mas apesar de ferida, saio vencedora, recusando sistemáticamente a permanência no abismo.
 
Há seres que espalham a claridade à sua passagem e permitem que a sua energia seja um fio condutor que transmite a alegria  e o bem estar aos outros.
 
A esses...
.
Abro a porta, ofereço flores do meu jardim e água da minha fonte.
Deixo que colham da minha árvore da amizade (de múltiplos ramos) os frutos maduros da dádiva e da partilha que ela tem para oferecer.
Reparto com eles, o imenso amor que habita em mim e esforço-me por aprender sempre a lição que cada um transporta e me é permitido "ler"
 
Obrigada a todos os que me mostram a "claridade"

.

 

neste momento estou: "blue" como o dia
ao som de: Madredeus

escrevinhado por MT-Teresa às 14:30
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
partilhar
Sexta-feira, 18 de Maio de 2007

Luz

Quem acende uma luz é o primeiro a beneficiar da claridade

Gilbert Chesterton

.

neste momento estou: bem

escrevinhado por MT-Teresa às 07:31
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
partilhar
Quinta-feira, 17 de Maio de 2007

Ramo de Espiga

 Foto: MT

.

Uma papoila no cabelo

Um malmequer na mão

Uma espiga na lapela

Ternura no coração

 

.

De que é feito o vosso ramo?

.

neste momento estou: espigada

escrevinhado por MT-Teresa às 13:29
link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito
partilhar
Quarta-feira, 16 de Maio de 2007

Gostava de ser

 Foto: MT

.

Hoje...

Gostava de ser malmequer, para me desfolhar durante o dia.

.....

Ser gota d'água num mar distante

Ser brisa cálida a moldar rochedos

Ser ave marinha a mergulhar nos sonhos

....

Se me encontrarem nos rostos que passam, reconheçam-me e sorriam!

.

BOM DIA!

.

neste momento estou: nem sei

escrevinhado por MT-Teresa às 07:17
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
partilhar
Terça-feira, 15 de Maio de 2007

A tua Voz

 

.

 
 
Os versos que me cantas

dia e noite

calam-me a sede

permanente de amor

que em mim carrego

desde o útero

protector

que me deu  vida

 
 

Ah!... meu amor

e que dizer da tua voz

doce e quente

fresta aberta nas minhas

janelas floridas

a receberem

dela

a luz mais branca

e a soar ao meu ouvido

encantamentos

como se fossem harpas de ouro

nas mãos de deuses

 

Sim, queria-te inteiro no meu leito

tantas vezes orvalhado

pelas lágrimas que já não deito

porque as bebeste por mim

uma a uma

como se eu as tivesse chorado

no teu peito

 

Mas... na tua ausência

apaziguo os meus desejos

prementes

de voltar a ter-te

quando de longe

docemente me envias no vento

os teus versos

como que a dizer-me

que quase morres

por não estares nos meus braços

tal como eu definho

longe dos teus
.
Teresa E.
.
neste momento estou: embalada

escrevinhado por MT-Teresa às 20:51
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
partilhar

A minha amiga com A grande

 

.

Há algum tempo que quero falar contigo, mas não tenho conseguido fazê-lo "olhos nos olhos".

.
É estranho isto estar a acontecer entre nós. Pergunto a mim própria a razão do nosso afastamento físico e do fim das nossas conversas quase diárias, em que contávamos tudo uma à outra e partilhávamos os nossos mais íntimos pensamentos, alegrias e dores.

Depois da morte do teu filho, já faz 5 anos, a vida para ti perdeu totalmente o sentido. Estive sempre a teu lado, sofri contigo a tua imensa dor e lembro-me de me dizeres, que apenas comigo conseguias falar dele sem constrangimentos. Nunca te vi chorar mas sei que todos os dias te são pesados, e que no teu dia-a-dia vives como se fosses um autómato. Sei que o teu sofrimento é diário e que a maior parte das coisas que consideravas importante, perdeu valor, quando foste confrontada pela enorme perda que sofreste.

Sei que não tens paz, nem descanso.

Sofres muito.

Há muito tempo que não te vejo e estás tão perto de mim. Tenho saudades tuas mas algo me impede ainda de ir ao teu encontro, algo que eu não sei definir e que talvez tenha a ver com o abismo em que eu entrei, naquela altura e de onde saí a custo, mas sem ti. Quero que saibas, no entanto que continuas no meu coração e que a minha amizade por ti é a mesma de sempre. Talvez um dia destes seja possível sairmos as duas sem destino, tu a conduzires, enquanto falamos das nossas coisas como tantas vezes fizemos

Recordo sempre o que me escreveste quando tínhamos 12 anos, inspirada no "Principezinho".

" Tenho uma amiga. Essa amiga tem cabelos da cor do ouro e olhos da cor do céu. A partir deste momento, quando olhar um campo cheio de trigo e o céu estiver azul, pensarei sempre nela."

Continuo aqui. Sempre!

Ainda tenho o cabelo da cor do trigo.

Ainda tenho os olhos da cor do céu e continuo a ser a tua Amiga com A grande.

.

neste momento estou: um pouco "blue"
ao som de: Rod Stewart ( uma das músicas preferidas da minha amiga )

escrevinhado por MT-Teresa às 06:44
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
partilhar
Segunda-feira, 14 de Maio de 2007

Bom Dia

  Foto:MT

..

Uma aragem fresca do campo

Papoilas a despertar risos nas manhãs

Cheiros silvestres a perfumar o dia

Telas coloridas a pintar a banalidade

.

Deixem entrar a beleza no vosso quotidiano

.

neste momento estou: bem
tags: ,

escrevinhado por MT-Teresa às 07:40
link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito
partilhar
Domingo, 13 de Maio de 2007

Revelação da Lua

 

.

Sento-me à beira do mar, escondida num grão de areia, e aguardo a chegada da Lua.
 
Vejo chegar águias prateadas que abrem as portas invisíveis do desconhecido, onde cavaleiros montados em cavalos marinhos, guardam as chaves de todos os mistérios. Convidam-me a entrar e cobrem-me de mantos  azuis  salpicados de alvoradas  vermelhas, como as cores dos sonhos ainda por sonhar.
 
Esperavam-me num palco enfeitado com as flores do meu perfume e com a lua a moldar-me as formas inicio um ritual de fogo onde o ontem dá lugar ao hoje, como se uma nova estrela nascesse no firmamento.
 
Com pequenas luas nos olhos fito as colinas sobre o mar e desvendo os fios azulados que se desprendem das raizes das árvores e me ligam à água. Uma voz puríssima resgata então de mim as dores e os prantos, revelando-me os segredos que nunca decifrei.
 
Quando me libertam do encantamento da lua, encontro o meu destino escrito em grãos de areia e finalmente sou levada a acreditar que talvez tenha chegado o tempo de não o deixar escapar.
.
neste momento estou: com luas nos olhos
tags: , ,

escrevinhado por MT-Teresa às 22:04
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
partilhar
Sábado, 12 de Maio de 2007

Dia de Hoje

 

.

Ó dia de hoje, ó dia de horas claras

Florindo nas ondas, cantando nas florestas

No teu ar brilham transparentes festas

E o fantasma das maravilhas raras

Visita, uma por uma, as tuas horas

Em que há por vezes súbitas demoras

Plenas como as pausas dum verso

.

Ó dia de hoje, ó dia de horas leves

Bailando na doçura

E na amargura

De serem perfeitas e de serem breves.

.

Sophia  De Mello Breyner

.

neste momento estou: viva

escrevinhado por MT-Teresa às 22:35
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
partilhar
Quinta-feira, 10 de Maio de 2007

Manhã

 

.

 

E os anjos tomaram-me e o meu sono foi leve.
Acordo com o chilrear dos pássaros que iniciam a sua dança matinal.
Vejo-me no reflexo desta cidade, desta rua e desta casa, que sou eu.
Branca e azul.
Olho-me através do tempo.
Medito em tudo o que fui e as memórias saltam dos universos desbotados para a claridade da manhã que desponta em mim e por breves momentos reconheço que me foi dada novamente uma trégua  na minha inquietação.
. 
.
Os tons cinzas de que se veste a solidão, vão ter que esperar!
.
.
neste momento estou: bem acordada

escrevinhado por MT-Teresa às 06:35
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
partilhar
Quarta-feira, 9 de Maio de 2007

Os Rituais

 

.

 

Era melhor teres vindo à mesma hora - disse a raposa.
Se vieres, por exemplo, às quatro horas, às três, já eu começo a ser feliz. E quanto mais perto for da hora, mais feliz me sentirei. Às quatro em ponto já hei-de estar toda agitada e inquieta: é o preço da felicidade! Mas se chegares a uma hora qualquer, eu nunca saberei a que horas é que hei-de começar a arranjar o meu coração, a vesti-lo, a pô-lo bonito...São precisos rituais.
 
- O que é um ritual? - perguntou o principezinho.
- Também é uma coisa de que toda a gente se esqueceu - respondeu a raposa. - É o que faz com que um dia seja diferente dos outros e uma hora, diferente das outras.
.
 
Antoine de Saint-Exupéry in O Principezinho
.
neste momento estou: bem

escrevinhado por MT-Teresa às 21:38
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
partilhar

Sentires

 

.

 

De que cor é a melancolia?

.


escrevinhado por MT-Teresa às 07:19
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
partilhar
Terça-feira, 8 de Maio de 2007

A Inquietação da Ausência

 

 Foto: MT (5/05/07- Praia S. Julião)

.

E tudo me sabe à tua ausência

num mar infinito de inquietação...

a demora dos olhos

quando fitam os meus

e me imobilizam os sentidos

em danças de fogo,

o sal da tua pele

miragem refrescante

que nos meus lábios

se transforma

em doce fonte,

a tua voz

acordando em mim

mágicas ondas

e murmúrios de maresias

cadenciadas,

o eco dos teus passos

passando nos barcos

de velas desfraldadas

ao sabor dos ventos

do meu sentir

. 

na tua ausência

fico sem porto de abrigo

onde possa ficar

.

Teresa E. ( 05/05/07 - Praia de S. Julião)

.


escrevinhado por MT-Teresa às 19:08
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
partilhar
Segunda-feira, 7 de Maio de 2007

As Flores de Maio

 

.

 

Sabia dos jacintos brancos
recortados no dourado dos cabelos
em festejos inquietos e labirínticos
onde as mãos se encontram



Sabia das rosas amarelas
ancoradas nas lágrimas
lançadas ao mar em redes
de sal fino e desesperança



Sabia das sensuais margaridas
montadas em corcéis de asas leves
rodopiando livres nos céus
como se fossem ninfas



Sabia do luar encantado
que se esconde nas sombras
vestindo lírios azuis
antes do chegar d'aurora

.

Sabia das estrelas
espreitando-me devagar
a brincar de alecrim
para me perfumar



Só não sabia de ti
que te procurei nas flores
nos campos

nos rios

.
e em todos os mares
sem te avistar

. 

 

Teresa E ( 07/05/07)

.

neste momento estou: florida
ao som de: Cesária Évora

escrevinhado por MT-Teresa às 18:49
link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito
partilhar

O Café e o Mel

 

.

 

Deixo-vos o meu café da manhã.

Hoje,  especialmente adoçado com cubos de mel (de colmeias gémeas)

 

.

 

Que o vosso dia seja doce e leve

 

.

neste momento estou: adoçada
ao som de: Cesária Évora
tags: ,

escrevinhado por MT-Teresa às 07:25
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
partilhar
Domingo, 6 de Maio de 2007

O Presente que Mais Desejas

 Return de Magritte

.

Querida Mãe, estou a escrever-te porque sei que este é o presente que mais desejas.
Dizes-me sempre que não precisas de nada e que preferes "uma carta". Claro, eu sei porque desejas tanto que eu te escreva no dia da Mãe.Tens saudades de quando eu era pequena e te escrevinhava  "linhas de amor", cheias de erros e que ainda hoje guardas religiosamente.
 .
Durante muitos anos não o fiz e sentia a tua tristeza.
Não compreendias que a vida tinha feito estragos na nossa relação de mãe-filha.
O meu amor por ti nunca esteve em causa.
Apenas falhou a compreensão e a tolerância .
Falhou a tua aceitação à mulher em que me tornei
E esse facto provocou muitas lutas entre nós.
 
Finalmente estou em paz contigo.
Uma paz que já dura há algum tempo e que me faz esquecer as nossas diferenças. 
Sempre tive muito medo que partisses e deixasses em mim essa mágoa não resolvida.
Sempre soube que se isso acontecesse a dor de te ver partir seria imensamente maior.
. 
Talvez o Pai, que já nos deixou há tanto tempo, tenha dado uma "mãozinha".
Quem sabe...
 
Quero dizer-te que te admiro. Que és uma mulher cheia de força e uma grande lutadora.
Que nos teus 83 anos continuas a dar uma lição de vida e coragem.
 
Quero dizer-te que te agradeço por finalmente olhares para mim, como um ser único.
A aceitação da minha individualidade é a maior prova de amor que alguma vez me deste.
 
Hoje quando te abraçar e beijar, faço-o de coração leve.  
Ambas merecemos esta paz.
. 
O meu amor por ti está finalmente pacíficado.
.

neste momento estou: em paz
tags: , ,

escrevinhado por MT-Teresa às 07:41
link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito
partilhar
Sábado, 5 de Maio de 2007

"Thinking Blogger"

 

 

Agradeço à Picarota a nomeação do Vivências

e o carinho do seu Mar  "Açoriano"  que sopra na direcção do meu  Mar de "Lisboa"

 

E agora, "mandam" que eu distribua o que recebi por cinco blogues que "me fazem pensar" 

Sem querer ser injusta para com outros

( não gosto nada destas coisas... mas)

aqui vai:

 

A Gaivota (Clareando) minha amiga/irmã, pelos seus voos sonhadores e sensualidade escondida

http://clareando.blogs.sapo.pt/

.

O Visitante, homem dos 7 instrumentos, pincéis, eléctricos e histórias de músico de baile

http://visitante.blogs.sapo.pt/

 

.

A Carmenzita, Poetiza do mar e do amor, mistura de alegria e dor

http://carmemzita.blogs.sapo.pt/

.

O Augusto Gil, Poeta das solidões e da eterna procura

http://augustopgil.blogs.sapo.pt/

.

 

O JP,  a leveza,  a graça e a ternura

http://dopipoocopo.blogs.sapo.pt/

 

.

Como sou irreverente vou infringir as regras e destacar mais dois:

.

A Doce Quimera, um "Norte" cheio de emoções

http://docetere.blogspot.com/

.

O João G, um grito dorido mesclado de esperança

http://agregando.blogs.sapo.pt/

.

 

Obrigada a estes e tantos outros que visito por me fazerem pensar, rir, comover e sonhar

(desculpem a maldade, mas agora é a vossa vez de colar o "boneco" nos vossos blogues e nomearem os vossos 5)

.

Bom fim de semana ( agora é que é...rsss) 

 

.


escrevinhado por MT-Teresa às 06:08
link do post | comentar | ver comentários (11) | favorito
partilhar
Sexta-feira, 4 de Maio de 2007

A "Dança" do Fim de Semana

 

.

 

Saltem
Riam
Passeiem
Namorem
Sonhem
. 
Eu vou dançar. O tango!
.
 
Bom fim de semana
.
neste momento estou: a preparar-me para o FDS
ao som de: Gotan Project

escrevinhado por MT-Teresa às 20:14
link do post | comentar | ver comentários (14) | favorito
partilhar

As Chegadas

 

.

Nas asas dos meus sonhos, deslizo intemporal num espaço branco, onde recolho todos os encontros, como se fossem primeiros, únicos e inadiáveis.
. 
Com os olhos, eternizo momentos e adoro deuses dourados
vestidos de poetas
.
Com as mãos, ensaio audaciosamente as carícias prometidas
que se adivinham pelas palavras
.
A voz sai empolgada e doce e até os pássaros se calam
para lhe roubar acordes
. 
O corpo feito de pedra, solta as amarras e sai pelos caminhos
em correrias de seda
. 
A tristeza recolhe os mantos negros da desesperança
e veste a cor quente das alvoradas
 .
Em festa, alcanço os céus de outros mundos
e abraço as chegadas.
.
neste momento estou: deslizando

escrevinhado por MT-Teresa às 06:59
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
partilhar
Quarta-feira, 2 de Maio de 2007

O Pássaro Azul

 

.

 

Há um pássaro azul
que canta em mim
as flores silvestres
com que perfumo o dia
e cativa
os mares amorosos
que eu abraço nua
quando os olhos se perdem
num tempo sem tempo
ao encontrar os  teus
.
 
São cantos de beijos
dançando nos meus lábios
ao som da água fresca
cristalina e leve
que mal se sentem quando
os sopro...
.
como se fossem uma pena azul
roubada do meu corpo
quando me deixo morrer
nos teus braços
 
Sim...
habita um pássaro em mim
livre, audaz e apaixonado
que leva à loucura
estes mares de que sou feita
e que por ti são fúria
.
Teresa E. (02/05/07)
.
neste momento estou: a voar

escrevinhado por MT-Teresa às 19:42
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
partilhar

Os teus Olhos

 

.

Olhos do meu amor! Infantes loiros
Que trazem os meus presos, endoidados!
Neles deixei, um dia, os meus tesoiros:
Meus anéis, minhas rendas meus brocados.

. 

Neles ficaram meus palácios moiros,
Meus carros de combate, destroçados,
Os meus diamentes, todos os meus oiros
Que trouxe d'Além-Mundos ignorados!

.

Olhos do meu amor! Fontes... cisternas...
Enigmáticas campas medievais...
Jardins de Espanha... catedrais eternas...

.

Berço vindo do céu à minha porta...
Ó meu leito de núpcias irreais!...
Meu sumptuoso túmulo de morta!...

 

.

Florbela Espanca " Charneca em Flor"

.

neste momento estou: desperta

escrevinhado por MT-Teresa às 05:11
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
partilhar
Terça-feira, 1 de Maio de 2007

Bom 1º de Maio

 

 


escrevinhado por MT-Teresa às 09:26
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
partilhar

Bem Vindos



" As ondas quebravam uma a uma. Eu estava só com a areia e com a espuma. Do mar que cantava só para mim

Sophia de Mello Breyner



Esta sou eu

segue-me

. 51 seguidores

Vivências Recentes

Despedida

Se eu pudesse...Mãe!

Maio

Dia Mundial da Dança

A Realização de um sonho

Os Livros e o 25 de Abril

Dia da Terra

Ilusão

Inevitável

Meu Filho

A Eterna Juventude

Flores rubras em Abril

Flores de Páscoa

Deixa-me Voar ...

De novo as flores

Mãe

As Fadas

Poesia Eterna

Primavera

Quanto, quanto me queres?

Sem Título

Ilustração de um dia

Pequenas coisas

Diz-me espelho meu...

O Amor

Os chapéus de chuva de Cl...

Saber viver

Nenúfares

A minha Mãe

Feliz Ano Novo

É Um Sol de Inverno

O Natal e a Caixinha de M...

Ó Poesia sonhei que fosse...

E por vezes ...

Lisboa: Janela aberta par...

Tempos difíceis

Vinicius

Coisas Simples

Vegetal e Só

Amália Eterna

Vivências Passadas

Julho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Julho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


Quem visito e me visita


Created by Crazyprofile.com

mais comentados

33 comentários
27 comentários
24 comentários
23 comentários
22 comentários
21 comentários
21 comentários
19 comentários
18 comentários
18 comentários
17 comentários
17 comentários
17 comentários

últ. comentários

Eu quase choro com esse texto, é muito emocional. ...
http://relatodeumaborto.webnode.com/ Minha Histori...
Oi GENTE MEU NOME E ROSE TENHO 13 EU SO...
Chocante
oi meu nome é joice e eu to grávida ...
eu sou totalmente contra o aborto... eu tenho 15 a...
Acho o seguinte: todos cometemos erros! Com certez...
tb naum axo certo o aborto...matarem seu proprio f...
Isso e uma falta de ética. Pq... Q na hr q ...
Olá, Tenho 18 anos , minha namorada é mais nova do...
As nuvens passam, as amaçadores também. Desejo que...
JoãoDesistir nunca! Apenas deixei de escrever, mas...
Todos temos dores, sofremos. [Error: Irreparable i...
Aborto uma das piores coisas da vida,um ser apagan...
ESte blog é muito simpatico, Gostei,Miguel

tags

25 de abril(5)

abril(9)

adeus(9)

alegria(5)

amigos(30)

amizade(14)

amor(137)

aniversário(9)

ano novo(3)

arte(7)

ausência(17)

azuis(9)

beleza(7)

blog(41)

blogue(5)

café(3)

casa das flores(3)

cecilia meireles(6)

cinema(4)

cinza(3)

citação(29)

coisas simples(4)

consciência(3)

cores(3)

dança(16)

david mourão ferreira(7)

descoberta(3)

desejos(7)

desencontro(4)

dia do livro(3)

dor(4)

encontro(4)

enganos(5)

escolhas(4)

escrita(3)

espectaculo(3)

eu(12)

eugénio de andrade(5)

fado(4)

férias(5)

fernando pessoa(3)

filho(15)

fim(4)

florbela espanca(5)

flores(17)

fotografia(13)

fotos(11)

fotos minhas(4)

ilusão(3)

inquietação(3)

joaquim sustelo(4)

josé l. santos(3)

lágrimas(3)

liberdade(13)

lisboa(10)

livros(8)

lua(6)

luz(4)

mãe(7)

manhãs(4)

mar(19)

margarida(4)

maria teresa horta(4)

máscaras(5)

memória(18)

miguel torga(7)

morte(6)

mulher(9)

música(19)

natal(8)

noite(19)

olhos(4)

pai(4)

paixão(16)

páscoa(4)

paz(9)

pintura(13)

poema(117)

poemas de amor(8)

poesia(85)

portugal(5)

primavera(6)

rugby(6)

saudade(24)

silêncio(15)

sol(5)

solidão(19)

sonho(9)

sonhos(4)

sophia m breyner(18)

tango(5)

tempo(14)

trabalho(5)

triste(4)

tristeza(15)

tu(4)

veneza(4)

vida(225)

video(17)

zeca afonso(4)

todas as tags

Pesquisa

 

Favoritos

Vivências

1º Aniversário

As nossas almas

Encontro Mágico

Estrela do Mar II

A Carícia do Sol

Parabéns Filho

A Teia

Dia do Livro

O Crepúsculo

subscrever feeds