Terça-feira, 15 de Janeiro de 2008

Os Véus do Esquecimento

 

 

 
Vesti-me hoje da cor dos teus olhos
e por momentos fiquei nua.
 
Os véus que  moldaram o meu rosto
ao teu
deslizam suavemente
pelo meu corpo.
 
Como um beijo...
 
E vem-me um esquecimento
um mar chão de ternura
uma fugaz melancolia
a revelar-me
 que nada mais resta
de nós
a não ser...os teus olhos d'água
onde,  louca, ainda mergulho
pr'a saciar a tristeza
de já não ser tua
 
 
MT_Teresa
(15/Jan/08)
 



neste momento estou: mais ou menos
ao som de: Linda Ronstadt( Oh! Baby Baby)

escrevinhado por MT-Teresa às 20:31
link do post | comentar | favorito
partilhar
8 comentários:
De mariola a 16 de Janeiro de 2008 às 17:01
Adorei este seu poema. No entanto pareceu-me ver de forma explícita muita tristeza. Como é óbvio, não pude deixar de reparar nas "Tags" que utilizou e que me deixaram, preocupado.

Veja lá... Teresa!

Parabéns.


Bom, respondendo ao seu desafio, aqui lhe deixo um poema que espero que goste.

Beijo



Vasconcelos



Desafios… na urgência dos sentidos!

I

Choram copiosamente…
As” tags” dos teus sentidos.
Pressinto eu tudo, o que é iminente!
O que já não é permanente
E o que são acenos, desiludidos:

- Amor, esquecimento, fim…
Memória, olhos e poesia
Recomeço, vida, véus…dito assim,
Tão urgente se torna a culpa, ai de mim!
Perdido na espera que te prometia.

Mas… no mar da minha fantasia,
Não há lugar para mais ilusão.
Sobra já descrença e nostalgia,
Sonhos, rasgação de seda e idolatria,
Falta apenas o meu rosto… nessa tua paixão.


II

Os meus olhos não merecem,
Tamanha… expiação!
Nem os olhos, nem a memória desta adoração.
Os teus véus azuis? Não! São teus olhos que esmorecem
E partem rasos de vontades, que não fenecem.
São teus olhos erectos, fartos de solidão!

Eu, não sei dizer adeus de forma amestrada.
Saem indomáveis de mim, as dores da minha loucura!
Sem uma lágrima, que me abrande a amargura…
São ais eternos de vida feita de nada.
São gemidos e desassossegos de promessa quebrada…
São fracassos de muitos sonhos, sem ternura.

E rodopiando sempre nessa espiral, de amor e paixão
Caio inerte a teus pés, submisso e inconformado.
E ali fico insano! A teus pés… como um troféu conquistado,
Por isso… o que resta de nós, é o teu poema e o meu coração.
De ti, relevo também a subtil e poética desilusão…
De mim esquecido, apenas fica… este fado.


08.01.16
Vasconcelos


De MT-Teresa a 16 de Janeiro de 2008 às 21:20
Meu amigo, fiquei sem ar, perante a sua arte de poetar e de ler a forma como desvenda as emoções que vou espalhando ao vento....

Sem ar e sem palavras !

Por vezes as palavras estragam o momento. E eu não quero estragar nada, por isso fico em silêncio perante a beleza. Como agora!

Obrigada

Beijo
(não se preocupe....são estados de alma, momentâneos)



De Margarida a 16 de Janeiro de 2008 às 21:27
Aconteceu-me uma coisa estranha agora ao ler-te chorei ...continuo chorando agora.....E tu sabes bem que não é fácil acontecer-me isso.
Revejo-me absolutamente nas tuas palavras.

Um beijo


De MT-Teresa a 16 de Janeiro de 2008 às 21:34
Chorar alivia a alma. Espero Margarida que fiques mais leve.

As despedidas revestem-se sempre de tristeza.






De Visitante a 16 de Janeiro de 2008 às 22:32
Uns olhos que olham outros olhos
Uma escolha que escolhe os escolhos
...De tristeza?
... De certeza
Tão triste!
Mas os teus versos
São de uma beleza
que por si existe
e se usa
em momentos dispersos!
(Continuas a ser a minha musa!...
-Viste?)


Beijinho, minha Alf...azema Linda
Visitante


De MT-Teresa a 22 de Janeiro de 2008 às 19:51
Obrigada Henrique

Espero que voltes depressa...ok?

Beijos


De Lupussignatus a 17 de Janeiro de 2008 às 18:51
Líquida ternura...


De MT-Teresa a 22 de Janeiro de 2008 às 19:53
Obrigada por ter comentado pela 1ª vez.

Sei que tem passado por aqui: vi o meu link e devolvi com muito gosto porque o seu blogue é um tributo à poesia.

A ternura...é líquida sim!

Volte sempre


comentar


Esta sou eu

segue-me

. 52 seguidores

Vivências Recentes

Despedida

Se eu pudesse...Mãe!

Maio

Dia Mundial da Dança

A Realização de um sonho

Os Livros e o 25 de Abril

Dia da Terra

Ilusão

Inevitável

Meu Filho

A Eterna Juventude

Flores rubras em Abril

Flores de Páscoa

Deixa-me Voar ...

De novo as flores

Mãe

As Fadas

Poesia Eterna

Primavera

Quanto, quanto me queres?

Sem Título

Ilustração de um dia

Pequenas coisas

Diz-me espelho meu...

O Amor

Os chapéus de chuva de Cl...

Saber viver

Nenúfares

A minha Mãe

Feliz Ano Novo

É Um Sol de Inverno

O Natal e a Caixinha de M...

Ó Poesia sonhei que fosse...

E por vezes ...

Lisboa: Janela aberta par...

Tempos difíceis

Vinicius

Coisas Simples

Vegetal e Só

Amália Eterna

Vivências Passadas

Julho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Julho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


Quem visito e me visita

mais comentados

33 comentários
27 comentários
24 comentários
23 comentários
22 comentários
21 comentários
21 comentários
19 comentários
18 comentários
18 comentários
17 comentários
17 comentários
17 comentários

últ. comentários

Eu quase choro com esse texto, é muito emocional. ...
http://relatodeumaborto.webnode.com/ Minha Histori...
Oi GENTE MEU NOME E ROSE TENHO 13 EU SO...
Chocante
oi meu nome é joice e eu to grávida ...
eu sou totalmente contra o aborto... eu tenho 15 a...
Acho o seguinte: todos cometemos erros! Com certez...
tb naum axo certo o aborto...matarem seu proprio f...
Isso e uma falta de ética. Pq... Q na hr q ...
Olá, Tenho 18 anos , minha namorada é mais nova do...
As nuvens passam, as amaçadores também. Desejo que...
JoãoDesistir nunca! Apenas deixei de escrever, mas...
Todos temos dores, sofremos. [Error: Irreparable i...
Aborto uma das piores coisas da vida,um ser apagan...
ESte blog é muito simpatico, Gostei,Miguel

tags

25 de abril(5)

abril(9)

adeus(9)

alegria(5)

amigos(30)

amizade(14)

amor(137)

aniversário(9)

ano novo(3)

arte(7)

ausência(17)

azuis(9)

beleza(7)

blog(41)

blogue(5)

café(3)

casa das flores(3)

cecilia meireles(6)

cinema(4)

cinza(3)

citação(29)

coisas simples(4)

consciência(3)

cores(3)

dança(16)

david mourão ferreira(7)

descoberta(3)

desejos(7)

desencontro(4)

dia do livro(3)

dor(4)

encontro(4)

enganos(5)

escolhas(4)

escrita(3)

espectaculo(3)

eu(12)

eugénio de andrade(5)

fado(4)

férias(5)

fernando pessoa(3)

filho(15)

fim(4)

florbela espanca(5)

flores(17)

fotografia(13)

fotos(11)

fotos minhas(4)

ilusão(3)

inquietação(3)

joaquim sustelo(4)

josé l. santos(3)

lágrimas(3)

liberdade(13)

lisboa(10)

livros(8)

lua(6)

luz(4)

mãe(7)

manhãs(4)

mar(19)

margarida(4)

maria teresa horta(4)

máscaras(5)

memória(18)

miguel torga(7)

morte(6)

mulher(9)

música(19)

natal(8)

noite(19)

olhos(4)

pai(4)

paixão(16)

páscoa(4)

paz(9)

pintura(13)

poema(117)

poemas de amor(8)

poesia(85)

portugal(5)

primavera(6)

rugby(6)

saudade(24)

silêncio(15)

sol(5)

solidão(19)

sonho(9)

sonhos(4)

sophia m breyner(18)

tango(5)

tempo(14)

trabalho(5)

triste(4)

tristeza(15)

tu(4)

veneza(4)

vida(225)

video(17)

zeca afonso(4)

todas as tags

Pesquisa

 

Favoritos

Vivências

1º Aniversário

As nossas almas

Encontro Mágico

Estrela do Mar II

A Carícia do Sol

Parabéns Filho

A Teia

Dia do Livro

O Crepúsculo

subscrever feeds